MANDATO DE SEGURANÇA

Oposição não desiste de CPI do Lixo

Bloco ingressou com mandado antes da prisão do empresário da Torre

Por Agência de Notícias CMA
10 abr 2017, 12h11

Os vereadores Elber Batalha (PSB), Emília Correia (PEN), Lucas Aribé (PSB) e Cabo Amintas (PTB) assinaram o pedido de liminar por entenderem que a CPI do Lixo precisa entrar na pauta de discussão da Câmara de Aracaju. Os argumentos utilizados para o pedido do Mandado de Segurança foram baseados na Constituição Federal.

De acordo com a Constituição, para que uma CPI seja viabilizada basta apenas o fato, tempo determinado e que 1/3 dos membros da Casa legislativa assinem o pedido, não dependendo da vontade da maioria legislativa, justificativa da presidência da Câmara para o arquivamento da CPI do Lixo.

“A CPI do Lixo precisa ser instaurada urgentemente na Câmara de Aracaju, ainda mais diante dos fatos e dados que expusemos no dia da votação, que comprovam claramente desvio de dinheiro público nos contratos do lixo de Aracaju desde 2010. Nosso papel como vereador é fiscalizar este absurdo que está acontecendo há tantos anos. A bancada da oposição não pode ficar calada diante de tanta irregularidade. Aracaju precisa saber o que de podre tem por trás de todos esses contratos de limpeza urbana da cidade. E nós vereadores temos a obrigação de prestar esse esclarecimento à sociedade”, disse o líder da oposição, Elber Batalha.