INDENIZAR-SE

Ex-vereadores prestam depoimento na Deotap

Advogado garante que não há irregularidades nas verbas

Por Portal Infonet
12 abr 2017, 09h26

Mais dois ex-vereadores prestaram depoimento na manhã desta terça-feira, 11, sobre o destino das verbas indenizatórias distribuídas pela Câmara Municipal de Aracaju. Nesta segunda fase das investigações, a delegada Danielle Garcia, coordenadora do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap), ouviu os depoimentos do taxista Adriano Oliveira e do radialista Jailton Santana, que exerceram mandato de vereador na legislatura passada pelo PSDB.

Os dois chegaram à sede da Deotap em horários diferentes e prestaram depoimento orientados pelo advogado Guilherme Maluf. Os ex-vereadores foram atenciosos com a equipe do Portal Infonet, mas preferiram deixar os esclarecimentos sob responsabilidade do advogado. “Nesta fase da investigação temos certeza que não haverá denúncia [do Ministério Público]”, declarou Guilherme Maluf. “Todos os serviços que foram pagos, foram prestados e não há irregularidades”, destacou.

Nesta segunda fase da Operação Indenizar-SE, a delegada Danielle Garcia investiga o envolvimento do empresário Cláudio Vasconcelos, presidente da Associação dos Jornais do Interior de Sergipe (Adjori/SE), em suposto desvio das verbas indenizatórias repassadas pela Câmara Municipal de Aracaju aos parlamentares. O advogado acredita que esta fase da operação policial funciona como cautela, sem indícios de irregularidades.

Na primeira fase, dois políticos que exerciam mandato de vereador [Tijói Evangelista, o Adelson Barreto Filho, e Agamenon Sobral] foram presos e 15 denunciados pelo Ministério Público.