PRECARIEDADE

Vereador denuncia estrutura de banheiros nos terminais de integração

Seu Marcos criticou o abandono que se encontra os banheiros públicos desses locais

Por Agência de Notícias CMA
22 abr 2017, 12h40

Mais uma vez, o transporte coletivo da Capital foi tema na Câmara de Vereadores de Aracaju (CMA). Desta vez, o vereador Seu Marcos (PHS) utilizou a tribuna para denunciar a situação deplorável dos banheiros dos terminais que integram o sistema de transporte público da capital.

Não é segredo que a situação não anda nada fácil para quem depende do sistema integrado de transporte público coletivo de Aracaju. Além de sucateados, sujos, tarifa cara e assaltos frequentes dentro dos coletivos, a população sofre com a falta de estrutura dos terminais. Atendendo a vários pedidos e reclamações da população, Seu Marcos esteve  nos locais  e constatou que além de muita sujeira, não há nenhuma estrutura básica para a utilização dos sanitários nesses locais.

Inconformado com o que presenciou e ouviu dos usuários, o vereador levou o caso dos banheiros dos terminais aos vereadores da Câmara Municipal. Após apresentar fotografias que comprovam a situação dos sanitários públicos, o parlamentar reivindicou melhorias urgentes das empresas que deveriam está prestando o serviço. “Vou encaminhar um requerimento desta casa cobrando das empresas as manutenções desses banheiros. Vou cobrar também da SMTT e demais órgãos a fiscalização desses locais. Vamos estipular  prazo e caso nada seja resolvido, levarei o problema ao Ministério Público”, frisou.

De acordo com Seu Marcos, a manutenção dos terminais por parte das empresas consta em edital e é um dos requisitos listados nas planilhas de custos quando se é analisado o pedido de aumento de tarifa, por exemplo. “As planilhas de custos que vêm para esta casa têm valores gastos com a manutenção dos terminais, inclusive dos banheiros. Consta  na planilha o valor que cada empresa gasta na manutenção de cada banheiro. Esse valor é um dado que é trazido para justificar também o aumento da passagem, mas pelas fotos trazidas por mim, está claro que nem a limpeza as empresas fazem, que seria o mínimo. Sou contra o aumento e votarei ‘não’ se o projeto de reajuste tiver que ser aprovado pela Câmara”, ressaltou.

Além da obrigação da limpeza dos banheiros, Seu Marcos também enfatizou aos demais parlamentares que as mulheres são as mais prejudicadas com a falta de manutenção dos banheiros. “Além do assédio que as mulheres sofrem devido a superlotação dos ônibus, quando querem utilizar o banheiro público do terminal não pode. Não tem higiene e nem segurança”, descreveu.

Diante da problemática levantada sobre a estrutura dos banheiros, Seu Marcos conseguiu o apoio unânime dos vereadores, que subscreveram o requerimento e a criação de uma comissão para cobrar melhorias e agilidade na manutenção dos terminais.