MANOBRA POLÍTICA

Vereadores querem fim da antecipação de eleições

Comissão estuda mudança no regimento interno

Por Portal Infonet
12 ago 2017, 09h58

As eleições antecipadas realizadas nesta quinta-feira, 10, que culminaram com a reeleição do vereador Josenito Vitale, o Nitinho (PSD) na Câmara Municipal de Aracaju, trouxeram grandes debates e diferentes interpretações ao regimento interno do Poder Legislativo Municipal quanto às datas para a realização de eleições para escolha da Mesa Diretora.

Nos debates, o vereador Elber Batalha (PSB), que votou pela reeleição de Nitinho, deixou claro que discordava do mecanismo, mas reconheceu a legitimidade deste procedimento em decorrência da postura dos vereadores da legislatura passada, que também anteciparam as eleições da mesa diretora, realizando o pleito no ano de 2013 para beneficiar a reeleição do vereador Vinícius Porto (DEM), então presidente da Casa Legislativa do Município de Aracaju.

O vereador Elber Batalha informou que a Comissão Especial que trata do aperfeiçoamento do regime interno da Câmara, presidida pelo vereador Iran Barbosa (PT), já estabeleceu proposta para acabar com a antecipação das eleições, estabelecendo a data limite para o pleito o mês de dezembro do segundo biênio da legislatura.

Conforme explicações do parlamentar, nos quatro anos de mandato ocorrem duas eleições para escolha da mesa diretora da Câmara de Vereadores: a primeira para o mandato de dois anos e a outra para os dois anos seguintes. A segunda eleição, pela nova proposta que está em debate na Comissão, não deve ocorrer antes de encerrar o mandato do primeiro biênio, acabando, portanto, com a antecipação que vem se tornando comum desde a legislatura passada.

O vereador Nitinho Vitale, que se reelegeu nesta quinta-feira, 10, em antecipadas eleições [deveria ocorrer no final do próximo ano], explica que a atual gestão necessita de tranquilidade para implementar os projetos que estão em andamento.