Aparte
Vereador Cabo Amintas vai a júri popular hoje acusado de tentativa de homicídio; mas jura não ter dado tiro algum
55ad4337c8b1bd72

Cabo Amintas: “o tiro não fui eu quem dei, e eu vou enfrentar isso de cabeça erguida”

O vereador de Aracaju, Cabo Amintas, PTB, será submetido hoje na Comarca desta capital a júri popular. O evento jurídico vai acontecer às 8 hora desta quinta-feira. O Cabo Amintas vai ser julgado num processo que o acusa de tentativa de homicídio ocorrido lá em 2003, quando ele ainda exercia a função de policial militar. 

A vítima é Marcos Eduardo Moraes Soares. Amintas deveria ter sido julgado no dia sete de dezembro do ano passado. Mas a juíza Soraia Gonçalves de Melo, da 8ª Vara Criminal, pediu suspensão para exigir uma nova perícia na vítima.

No dia 21 de novembro do ano passado, Cabo Amintas usou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju para tratar desse homicídio de há 14 anos. “Durante a minha vida na polícia eu me envolvi em várias ocorrências, mas deixei a vida policial respondendo a apenas um processo. Eu respondo a um processo, povo de Aracaju, por tentativa de homicídio”, disse ele.

Num release da Câmara de Aracaju na época, no qual ele litigava como Almeida Lima, havia mais informes. “O vereador ainda destacou que responde por um processo de tentativa de homicídio por causa do disparo de uma arma que não lhe pertencia, mas sim ao policial que na época estava ao seu lado”, diz o texto. 

E nesse texto, Amintas fala o seguinte: “Esse processo já matou um inocente, um pai de família. O policial que estava ao meu lado naquele dia, quando soube que seríamos julgados, por causa da minha posição política, cometeu suicídio”, disse ele.

“Então, estarei no banco dos réus por um crime que eu não cometi. Houve uma tentativa de homicídio? Houve. Houve um disparo de arma. Um! E o tiro não fui eu quem dei e eu vou enfrentar isso de cabeça erguida”, disse.