Aparte
Bancada sergipana tem 50% de novos deputados federais. Jony e Adelson ficam fora
9b8c76d013094fad

Fábio Mitidieri: mais votado dos federais por Sergipe

Na bancada federal de Sergipe, quatro dos oito deputados serão donos de novos mandatos em 2019. Seis dos atuais oito donos de mandatos disputaram reeleição - Fábio Mitidieri, PSD, que se reelegeu com de 102.899 votos; Laércio Oliveira, PP, com 68.014; Fábio Reis, MDB, 64.879, e João Daniel, PT, com 59.933 votos.                                        

Dos demais quatro, Jony Marcos e Adelson Barreto foram derrotados, e André Moura e Valadares Filho estavam fora deste tipo de disputa, indo em busca de vagas de senador e de governador do Estado - o primeiro derrotado e o segundo vai disputar um novo turno.

Os novos eleitos foram Gustinho Ribeiro, Solidariedade, 64.132 votos; Bosco Costa, PR, 47.788; Valdevan Noventa, PSC, 45.472, e Fábio Henrique, PDT, com 35.226 votos. Por grupos, eles ficaram assim distribuídos: quatro são da ala governista, ou seja, de Belivaldo; três do grupo oposicionista liderado por Eduardo Amorim e um pelo de Valadares Filho, também de oposição.

À Coluna Aparte, Adelson Barreto havia afirmado antes da votação que Fábio Mitidieri seria o mais votado dos federais por Sergipe, posto que foi do próprio Adelson em 2014. “Eu acho que Fábio pode ser o mais votado do bloco de Belivaldo e até o mais votado do Estado. Ele é muito organizado, tem muita credibilidade. Nos lugares por onde eu tenho passado vejo que quem vota nele não é só de hoje. Vem de outras eleições passadas”, disse Adelson. O fenômeno que ocorreu com Adelson foi ao contrário: saiu de mais de 131 mil votos em 2014 para exatos 23.369 votos agora em 2018.