Aparte
ETC@TAL- Emerson Ferreira e a empolada linguagem da renovação política
D911f88e545b0b12

Emerson Ferreira: é preciso repensar a linguagem

@ Fica difícil apostar na renovação política vinda de Emerson Ferreira, o Dr Emerson, Rede, quando se lê um texto produzido por ele - como este a seguir: “Temos agora a oportunidade de falar de algo sublime e fundamental em nossas vidas: a cidadania. Ela tem a grande força de alterar as rotas do mundo, quando é exercida de forma plena! Transmitir essa mensagem me deixa comovido, por saber que estaremos conectados pela boa informação! Dr. Emerson”. Isso para anunciar a estreia do programa “Cidadania em Debate”, na TV Câmara de Aracaju, que ocorre neste sábado, 6.01. Alguém precisa dizer fundamentalmente a Emerson que a renovação na política começa pela simplicidade da linguagem. Ah, Emerson grafa o nome dele todo em caixa alta, além de seguido pelo impostado Dr, e cidadania com c maiúsculo. Se Emil Cioran o visse teclando assim, suicidar-se-ia. “Valhei-me, Minha Menina Jesus!”

@ É curiosa - para não dizer desrespeitosa - a maneira como o mercado trata determinados produtos que deveriam estar na linha de consumo das pessoas. Quem achar, em algum supermercado de Sergipe, uma garrafa da água mineral LEV ganha um brinde. E não é porque ela não queira estar ali presente. Trata-se de um injustificável boicote comercial, e a gravidade vem do fato de que a LEV é um dos melhores produtos dessa linha a ser oferecido aos sergipanos. Esta coluna recebeu informes de que determinados estabelecimentos cobram até R$ 500 mil do envasador dela para que se estabeleça como uma das opções do mix deles. Cadê os órgãos controladores do mercado?

@ Da pré-candidata a deputada estadual pelo PSD, Maisa Mitidieri, sobre a sua ação política visando a eleição de 2018: “Estou na rua. Estou trabalhando muito. Graças a Deus, a recepção está sendo muito boa em todos os lugares. Eu acredito que vai dar certo. Eu só não posso parar de trabalhar”. Com relação aos atos de apoio do pai, Luiz Mitidieri, que não disputa retorno à Alese, ela diz o seguinte. “Ele é um político nato, já está na política desde 86, e gosta. Mas ele só quer ficar nos bastidores. Ele ativo, mesmo como não candidato. Me acompanha, me orienta. É meu guia. Estamos trabalhando perto do povo”. Então está certo.