Aparte
Luciano Bispo pode permanecer na Presidência da Alese para 2019
B94de7ac5e81f063

Luciano Bispo: marchando para três mandatos consecutivos?

Todos os entendimentos nos bastidores do Poder Legislativo do Estado de Sergipe estão se encaminhando para que o deputado Luciano Bispo, MDB, permaneça presidente entre fevereiro de 2019 e fevereiro de 2021. Bispo está presidente nos dois períodos desta atual legislatura – o foi de 1º de fevereiro de 2016 a 1º fevereiro de 2017 e no mesmo período de 2017 a 2019.

Na última terça, 6.11, Luciano Bispo teve um encontro com o governador reeleito Belivaldo Chagas, PSD, especificamente sobre o tema Presidência da Alese e a sua continuidade nela. Belivaldo tem o projeto de manutenção de Luciano Bispo no comando da Alese como algo “pacífico”, do seu agrado, mas, discreto, diz que não pretende falar do tema, “em respeito a uma decisão que cabe aos parlamentares”.

Para a próxima Legislatura da Alese, que começa dia 1º de fevereiro, foram eleitos 12 novos parlamentares - isso corresponde a 50% da Casa -, e Luciano Bispo pretende conversar com cada um deles. Trazê-los para o seu projeto. Com um antecedente histórico, e natural, Luciano já poderia contar: não é da tradição da Alese que a Presidência caia na mão de um estreante, de um neófito. 

Nessa conversação, Bispo já vai avançando entre os reeleitos. Nesta quarta-feira, 7, conversou com Georgeo Passos, do Rede. Já deu um passo importante, que foi amalgamar os interesses de deputado Jeferson Andrade de disputar a Presidência. Jeferson tinha uma pré-candidatura posta. Mas já consentiu em manter-se na chapa ao lado de Luciano, no mesmo posto.

Jeferson Andrade vai para o terceiro mandato, e nas duas gestões de Bispo - contando essa que se encerra em fevereiro - ele ocupou o segundo posto mais importante do Legislativo, que é a Primeira Secretaria-Geral. Diferentemente da Vice-Presidência, a Primeira Secretaria é a responsável direta pela gestão administrativa da Alese. É ela quem assina tudo - dos cheques, às folhas, das nomeações às demissões, passando por licitações de serviços e compras.

A Mesa Diretora da Alese é composta por seis nomes - presidente, vice e quatro secretarias - Jeferson, Goretti Reis, Luiz Mitidieri e Venâncio Fonseca as preenche - Luiz e Venâncio não voltaram, o primeiro por desistência à disputa, o segundo por não ter obtido votos suficientes.

Luiz Garibalde, que vai para o sexto mandato ininterrupto, é o vice-presidente. Ele já anunciou que esperava ser lembrado para a Presidência no primeiro período da próxima legislatura. Como estará ele encarando esses arranjos do fica-Luciano?  

Luciano Bispo é uma figura curiosa: da condição de gestor de Itabaiana por quatro mandatos, fala-se cobras e lagartos dele. Da de presidente do Poder Legislativo, diz-se o pleno contrário: que é o cara. Uma espécie de revelação que só encontra páreo lá no carrancudo Antonio Passos, que vem a ser o pai de Georgeo Passos e atual prefeito de Ribeirópolis.

Luciano Bispo seria o cara que botou as finanças e a administração da Casa super em dia, que arrumou o horizonte dos servidores, que fez concurso público, que está recuperando fisicamente o prédio-sede do Poder e, mais importante que tido isso, que deu atenção de por igual, de um por um, a cada deputado. Levantou a estima dos colegas.

Mesmo os deputados que lhe fazem oposição, terminam lhe sendo uma espécie de aliados amistosos. E isso é um inquestionável fermento sobre o pão que Luciano Bispo amassa e que quer ver assado em seu forno no dia 1º de fevereiro de 2019. Naquele dia, os 24 deputados tomarão posse, elegem a futura Mesa Diretora e se recolhem por mais 15 dias, até que a nova Legislatura de fato inicie os seus trabalhos que só terminarão no dia 1º de fevereiro de 2023.