YoutubeFacebookTwitterInstagram
Aparte
Author 4eb5c947b54eb69b
Jozailto Lima

É jornalista com 35 anos de experiência profissional. Antes do Cinform, trabalhou nos jornais Feira Hoje, Tribuna da Bahia, Jornal da Bahia, TV Subaé e Jornal de Sergipe.

Benedito Figueiredo dá uma dura sapatada no presidente nacional do MDB
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
8b67bb0c0de4a95a

Benedito Figueiredo: fúria do aqui não, Jucá

O presidente nacional do MDB, senador Romero Jucá, tomou hoje uma dura sapatada bem ao estilo-ternura de Benedito Figueiredo, presidente da Fundação Ulysses Guimarães em Sergipe.

Desinformado dos trâmites da sucessão na Fundação, que vai ocorrer lá em 2019, Jucá mandou pedir a João Augusto Gama uma lista tríplice com os nomes para a sucessão de Benedito. Recebeu, de volta, um buquê de cansanção mandato através de missiva a Gama.

Bem ao estilo que se segue:

"Excelentíssimo senhor presidente do Movimento Democrático Brasileiro de Sergipe,

Tomei conhecimento com surpresa e estupefação, pela imprensa, da existência de um Ofício da Presidência do MDB Nacional, solicitando a vossa excelência, indicação de lista tríplice, visando a “renovação” dos quadros diretivos da Fundação Ulysses Guimarães, no Estado de Sergipe – FUG/SE.

Antes de tudo, é preciso anotar a absoluta incompetência do senador - não reeleito - Romero Jucá, para adotar qualquer providência nesse sentido, pois, além de arbitrária, é descabida, ferindo frontalmente o mandato da atual Diretoria, que vai até 16 de maio de 2019, conforme ata da reunião do Conselho Curador da Fundação Nacional, de 16 de maio de 2017, devidamente registrada e arquivada no Cartório do 1º Ofício de Brasília (DF).

Ademais, só para corroborar o despautério que se pretende perpetrar, o artigo 10º § 1º, do Regimento Interno da Fundação diz das razões e do envio da lista tríplice, ou seja, “antecedência de 15 dias da data de expiração do mandato da Diretoria", o que não é o caso.

O Conselho Curador, portanto, é o órgão máximo da Fundação, que leva o nome do exponencial democrata Ulysses Guimarães. Daí porque intervenção não rima com renovação. 

Assim, agiu por bem o presidente Gama em não enviar lista alguma para não coonestar como uma intervenção, que fere os princípios democráticos que tanto prezamos, ele como eu remanescentes da luta contra a ditadura.

Aracaju (SE), 28 de novembro de 2018

Benedito de  Figueiredo, presidente da Fundação Ulysses Guimarães - FUG/SE."