Aparte
Há tempo de calar e de falar!
Fb598aa20fe46096

*Maria Mendonça

*Por Maria Mendonça

Como nos ensina Eclesiastes (3.1-8) “Tudo tem o seu tempo determinado (...) o de estar calado e o tempo de falar...”. Foi assim que aprendi com os meus pais Chico de Miguel e dona Saturnina; e é assim que me conduzo, pois sei que na vida tudo é passageiro, menos o nosso legado de comprometimento, de respeito, de lealdade e de gratidão.

Aprendi, também, dentro da minha casa, que a política é a arte do bem comum e deve ser feita em deferência e em favor da coletividade, sem rodeios, de forma transparente, respeitosa e compromissada. E desta forma me porto ao longo da vida, seja como cidadã ou como detentora de mandato eletivo.

Como prefeita da minha querida Itabaiana ou como deputada estadual de todos os sergipanos, de maneira destravada, disse sim quando julguei imprescindível, mas, também disse não quando entendi ser necessário. Usei (e uso) esses dois advérbios, sempre, de forma tranquila, fundamentada nos meus inegociáveis valores morais e éticos.

Ao longo da minha jornada, sempre recebi o apoio da minha família, dos amigos e do povo que sempre me confiaram o voto e me delegaram a honrosa função de lhes dá voz através das nossas ações diárias dentro ou fora do Parlamento.

Quem conhece a história dos Teles de Mendonça sabe que não vivemos de insulto, mas de verdades, de falar sem titubeios, de posições firmes e coerentes.  Assim me comporto e me pronuncio quando julgo pertinente, sem agressões, sem mentiras e sem arrogância. Não vivo de confronto e nem de ataques a quem quer que seja, pois sou uma mulher que acredita em Deus e por ele é sustentada e guiada.

*Deputada estadual