Aparte
Pomo de discórdia, Centro de Nefrologia Lucilo Costa Pinto do Huse deve estar pronto hoje
8ee17b100cef84f3

Almeida Lima: será que vai respirar aliviado antes de sexta dia 20?

A neurose em torno do cumprimento do prazo de conclusão (finalmente) das obras do Centro de Nefrologia Lucilo Costa Pinto do Huse esteve tão à flor da pele que a Secretaria de Estado da Saúde mandou reforçar a segurança no canteiro de trabalho.

Isso mesmo. “Até segurança armada e reforçada foi posta na boca da obra”, disse uma fonte da Saúde a esta coluna Aparte. “Para ninguém entrar e tentar sabotagem. Porque só com sabotagem não se cumpriria o prazo dos 20 dias dado ao governador”, reforçou a mesma fonte.

Depois de o governador Belivaldo Chagas passar o pito em todo mundo da Saúde no pós-visita ao Centro de Nefrologia Lucilo Costa Pinto no dia 9, o secretário Almeida Lima foi chamado a Palácio e se comprometeu a entregar tudo pronto no dia 20. Ou seja, na próxima sexta-feira.

O que se dizia nos bastidores do Governo e da Saúde no final da semana passada era que esse prazo poderia ser antecipado em dois ou três dias. Ou seja, que a partir de quarta, 18, o governador Belivaldo Chagas não teria mais necessidades de pisar no pé de ninguém por causa do Centro de Nefrologia Lucilo Costa Pinto.

Nesta segunda, 16, no Huse já havia manifestações de que nesta terça, 17, os pacientes de hemodiálise já serão atendidos no Lucilo Costa Pinto. Pelo visto, não houve a temida sabotagem. Terá sido pelo armamento extra?

Ah, o Centro de Nefrologia Lucilo Costa Pinto terá custado R$ 209 mil ao Governo, vai ocupar uma área de 687,20 metros quadrados - 5,2 vezes maior do que a que está em funcionamento, 131,69 metros quadrados -, elevará de 8 para 16 máquinas de hemodiálise e será dotado de 35 leitos de internação contra nenhum do atual Centro de Nefrologia.