Aparte
Reportagem Especial discute aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias
D8d926b34a3d88e9

Edvaldo Nogueira: questões políticas não interferiram na aprovação

Há cerca de duas semanas só se fala em Lei de Diretrizes Orçamentárias - LDO - no Poder Legislativo Estadual e no Municipal de Aracaju. Isso porque os deputados estaduais e os vereadores da capital precisavam votar a lei do próximo ano antes de entrarem em recesso.

Em ambos os poderes, a votação em redação final ocorreu no “apagar das luzes”, no último dia de sessão, o que pode demonstrar certo descaso com a legislação que é responsável por planejar os gastos do ano subsequente. Os representantes dos poderes garantem que não.

“Todos os vereadores se pronunciaram e o secretário de Planejamento do Município veio a esta Casa para esclarecer alguns pontos sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias para os vereadores e para todos os interessados que estavam aqui na Audiência Pública”, afirma Nitinho Vitale.

Para o prefeito Edvaldo Nogueira, questões políticas não interferiram no processo. “Todo o trabalho de elaboração e discussão da LDO é, eminentemente, técnico. Tanto que o secretário municipal Augusto Fábio participou de uma audiência pública na Câmara. Então, não acredito que questões políticas tenham interferido na aprovação da LDO”, ressalta Edvaldo.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias é a lei que, por conceito, compreende as metas e as prioridades da gestão pública, seja ela federal, estadual ou municipal. A Reportagem Especial sobre o tema vai ao ar no domingo, 8, a partir das 20h.