YoutubeFacebookTwitterInstagram
Aparte
Author bc92de88786c313d
Jozailto Lima

É jornalista há 36 anos, tem formação pela Unit e é fundador do Portal JLPolítica. É poeta.

Fábio Mitidieri: “Temer terá muita dor de cabeça ainda”
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
120716f8f244026c

Fábio Mitidieri: “oportunidade de dar o exemplo de que queremos um país mais limpo”

Pelas contas do deputado federal Fábio Mitidieri, PSD, o presidente Michel Temer, PMDB, deve ter no máximo dois entre os oito votos sergipanos da Câmara para barrar na sessão de hoje o pedido de investigação da Procuradoria Geral da República contra ele. Temer é acusado de corrupção passiva pela PGR.

Um dos votos, André Moura, dispensa apresentação. O outro seria Fábio Reis, que é do mesmo PMDB de Temer.  “Embora o Fábio Reis não tem se manifestado, pra dizer a verdade”, pondera Fábio Mitidieri. Os demais seis, incluindo o próprio Mitidieri, são João Daniel, PT, Laércio Oliveira, SD, Valadares Filho, PSB, Adelson Barreto, PTB, e Jony Marcos, PRB.

Para Fábio Mitidieri, vai ser difícil a oposição arrebanhar os 342 votos de que necessita para derrotar o relatório da Comissão de Constituição e Justiça que recomenda o arquivamento da autorização para que o STF investigue Temer pela corrupção sugerida por Joesley Batista. Para os governistas, bastam 170 votos e eles conseguem o interno de deixar Temer livre.

Fábio Mitidieri é realista e faz cálculo folgado em favo de Temer. “Eu acho que ele vai ter uns 230 votos”, diz Fábio. “Mas seria muito importante que aprovássemos a autorização para investigar Temer. Seria a oportunidade de dar o exemplo de que queremos um país mais limpo, sério e transparente, e de que a classe política ainda tem um mínimo de dignidade”, diz Fábio.

Apesar desses cálculos pró-governo feito por Fábio, ele admite um certo sentimento de frustração pela possível derrota. “Não é possível: tem mala de dinheiro envolvido nisso. Tem áudio, tem foto, tem vídeo – tem tudo que você possa sonhar. E, ainda mais, é importante lembrar que a gente aqui não está nem condenando o Temer. Estaria apenas dando uma autorização para que ele possa ser investigado”, afirma

Para Fábio, no entanto, a possível vitória de Temer nesta quarta-feira não é um salvo-conduto e nem assegura céu de brigadeiro ao presidente da República. “Porque contra ele virão muitas tempestades ainda. Ele não terá tempo bom não. Vai ter muita dor de cabeça pela frente. Tem muita denúncia contra ele”, diz.