Aparte
Deputado federal Fábio Reis é contra extinção de municípios brasileiros
7215fd74e800e5e5

Fábio Reis: “Também sou contra que se crie mais novos municípios no Brasil”

O deputado federal Fábio Reis, MDB, previu para a Coluna Aparte que o presidente Jair Bolsonaro, PSL, vai ter extrema dificuldade em varrer do mapa da geografia do Brasil os 1.250 municípios brasileiros que tenham menos de cinco mil habitantes, como ele intenta no lá no Plano Mais Brasil, elaborado pelo Ministério da Economia e já enviado ao Congresso Nacional.

“Sou totalmente contra esse plano de Bolsonaro. Um pacto federativo é muito importante, mas nos termos que chegou ao Congresso, não só da minha parte, acredito que 95% da Câmara rejeita. É contra acabar com os municípios”, diz o deputado.

“Contra, porque já têm famílias que estão estabilizadas, seus endereços, seus costumes, suas origens, suas culturas. O cara que nasce em Lagarto é lagartense. Se acabasse, por exemplo, Lagarto você iria perguntar a esse cidadão ele ia dizer que não sabe de onde é. Esse projeto do Governo, se aprovado, acabaria com o gentílico de quase 5 milhões de brasileiros. É um crime de lesa-autoestima”, diz Fábio Reis.

Estudos feitos nesta área revelam que fossem extintos os 1.250 municípios, como quer o projeto da Presidência, cerca de 4,6 milhões de brasileiros ficariam sem a sua “pátria municipal”. O país ganharia com isso uma redução apenas 1,86% no custo.

Fábio entende que os custos que a nação tem com essas pessoas permaneceriam do mesmo jeito, só que agora voltados para o município que recebesse aquela população do município retroagido a povoado. “Agora, também sou contra que se crie mais novos municípios no Brasil”, diz ele.