Aparte
Ações do Banese na Bolsa valorizam 230% em 12 meses
535b59a4bba0a009

Banese: um patrimônio sergipano de valor

O mercado reagiu positivamente aos números apresentados pelo Banese nos últimos anos. As ações preferenciais do Banco encerraram o pregão dessa quinta-feira, 11, valendo R$ 41,69, o que representa uma valorização de 230% em 12 meses.  

Para o JLPolítica, tudo isso é reflexo de um conjunto de projetos e iniciativas que foram implementadas pela empresa nos últimos anos. Desde que a nova Diretoria assumiu a empresa, em 2014, o banco vem passando por uma reestruturação, buscando uma melhoria na eficiência e competitividade frente aos concorrentes e estes resultados revelam a eficácia da atuação.

É visível que o banco reestruturou seus canais de atendimento, trazendo para Sergipe a Rede Saque e Pague, instalando equipamentos que fazem depósitos online em suas agências, inovando no conceito de correspondente bancário, foi pioneiro a fazer no Brasil a captura remota de cheques via Internet Banking, implantou uma solução de gestão de numerário, o depósito inteligente, que trouxe melhor eficiência operacional para as empresas e lançou aplicativo para celular que hoje é responsável por mais de 60% das transações da rede Banese.

Essa posição do Banese no mercado decorre ainda da política de valorização do corpo funcional e diversas melhorias implementadas nos últimos anos, o que contribuiu para um significativo incremento dos indicadores financeiros da empresa.

Desde que assumiu, a nova Diretoria buscou implantar uma gestão participativa com uma estrutura de governança capaz de melhorar a transparência e descentralizar as decisões. Todos esses fatores, aliado a um planejamento estratégico estruturado e consistente, foram importantes para entregar diversas soluções que simplificam a vida dos seus clientes e ampliam os  negócios, consequentemente, gerando mais valor para os acionistas. Possivelmente, isso seja a razão de o Banese ser uma instituição bancária muito querida entre os sergipanos.