YoutubeFacebookTwitterInstagram
Aparte
Author 4eb5c947b54eb69b
Jozailto Lima

É jornalista com 35 anos de experiência profissional. Antes do Cinform, trabalhou nos jornais Feira Hoje, Tribuna da Bahia, Jornal da Bahia, TV Subaé e Jornal de Sergipe.

IFP: Valadares, Eduardo, Jackson e Heleno partem bem postados para Senado
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
A9cc9a8f457fc023

Jackson Barreto: índices bons para quem não ata e nem desata as intenções. Senador Valadares: flanando bem em todos os cenários

Se as eleições para o Senado tivessem sido realizadas entre os últimos dias 27 de fevereiro e dois de março, os políticos sergipanos com maior preferência de voto teriam sido os atuais senadores Antonio Carlos Valadares, PSB, e Eduardo Amorim, PSDB, o govenador Jackson Barreto, MDB, e o ex-deputado federal Heleno Silva, PRB, seguidos, a depender dos cenários, de André Moura, PSC, e Rogério Carvalho, PT.

Isso é o que indica a pesquisa realizada pelo Instituto França de Pesquisa e Assessoria - IFP - no âmbito estadual naqueles quatro dias, cujos resultados para o Governo do Estado foram divulgados por esse portal JLPolítica na última sexta-feira, dia 9.3. O IFP fez a pesquisa aplicando questionários espontâneos - os que não indicam nomes dos pré-candidatos - e induzidos que, obviamente, apresentam aos entrevistados listas de pré-candidatos.

9daa2dba83fdea3fEduardo Amorim: bem posicionado para o Senado, mas será isso o que quer

ESPONTÂNEA 

Pelo questionário espontâneo, o atual senador Antonio Carlos Valadares tem a liderança entre os sergipanos, com 5,9% da preferência. Depois dele, aparece Heleno Silva, com 3,1%. Jackson Barreto é lembrado por 3%, André Moura por 2,7%, Eduardo Amorim, por 2,4% e Rogério Carvalho, por 2,2%. João Fontes obteve 0,8%, o delegado Alessandro Vieira e a atual senadora Maria do Carmo, 0,3%, Adelson Barreto, Reinaldo Nunes e Sukita, por 0,1%.

É significativo o índice de sergipanos que disseram que não sabem, pelo questionário espontâneo, em quem votariam para senador: nada menos que 65%. Outros 13,9% disseram que não votariam em ninguém para o Senado.

Senador Valadares   5,9%

Pastor Heleno    3,1%

Jackson Barreto 3,0%

André Moura      2,7%

Eduardo Amorim  2,4%

Rogério Carvalho   2,2%

João Fontes   0,8%

Del Alessandro Vieira  0,3%

Senadora Maria do Carmo  0,3%

Adelson Barreto 0,1%

Reinaldo Nunes 0,1%

Sukita 0,1%

NH/BR/Nulo   20,3%

NS/Indeciso   65%

2d8865d5e45cb3d4Para tentar chegar ao Senado, Jackson deve entregar o poder a Belivaldo em abril. Tem chances

CENÁRIO UM INDUZIDO 

O IFP aplicou cinco questionários induzidos. No primeiro deles, com os nomes de todos os pré-candidatos ao Senado - exceto o do professor Jossimário Mick, PSOL, que não era conhecido como pré-candidato na fase de elaboração do questionário -, a preferência maior recai sobre o pré-candidato Antônio Carlos Valadares, num empate técnico com Eduardo Amorim: foram 14,5% contra 12,4%.

A seguir, vem o pré-candidato Jackson Barreto, com 9,4%. Heleno Silva teria 8,2%; André Moura, 5,6%, Rogério Carvalho, 3,9%, e João Fontes, 2,7%. Delegado Alessandro Vieira, 2,3% e Joel Almeida do Sintese, 1,5%. Disseram que não votariam em nenhum deles, em branco ou nulo, 20,3%, e se disseram indecisos ou não souberam, 19,2%.

Antônio Carlos Valadares 14,5%

Eduardo Amorim 12,4%.

Jackson Barreto, com 9,4%

Heleno Silva 8,2%

André Moura 5,6%

Rogério Carvalho 3,9%

João Fontes 2,7%

Del Alessandro Vieira 2,3%

Joel Almeida do Sintese 1,5%

NH/BR/Nulo 20,3%

NS/Indeciso 19,2%

6cf527276512f303Heleno Silva: números pedem que não o desprezem

CENÁRIO DOIS INDUZIDO

Num segundo cenário, sem a presença de Eduardo Amorim, a performance de Valadares melhora: ele seria opção de voto para 17% dos entrevistados; Jackson Barreto o seria para 10,1%; Heleno Silva, para    9,4% e André Moura, para 8,8%.

A seguir, viria Rogério Carvalho, com 5,2%, João Fontes, com 2,9%, Delegado Alessandro Vieira, 2,5% e Joel Almeida do Sintese, 0,6%. Disseram que não votariam em nenhum deles, em branco ou nulo, 30%, se disseram indecisos ou não souberam, 13,5%.

Senador Valadares 17,0%

Jackson Barreto 10,1%

Heleno Silva 9,4%

André Moura 8,8%

Rogério Carvalho 5,2%

João Fontes 2,9%

Del Alessandro Vieira 2,5%

Joel Almeida do Sintese 0,6%

NH/BR/Nulo 30,0%

NS/Indeciso 13,5%

4b8257e93bb8e1d3Rogério Caralho: necessitando de mais sustança e musculatura

CENÁRIO TRÊS INDUZIDO 

Por um terceiro cenário, agora sem a presença de Joel Almeida do Sintese, o quadro ficou assim: Valadares mantém-se bem postado, com 15,7%, Eduardo Amorim tem 12,3% e Jackson Barreto, 9,4%. Heleno Silva teria 9,3%, Rogério Carvalho, 6,3%, João Fontes, 2,8% e o delegado Alessandro Vieira, 2,6%. Outros 24% disseram que não votariam em nenhum deles, em branco ou nulo, e 17,6%, que estavam indecisos ou não souberam.

Senador Valadares 15,7%

Eduardo Amorim 12,3%

Jackson Barreto 9,4%

Heleno Silva 9,3%

Rogério Carvalho 6,3%

João Fontes 2,8%

Del Alessandro Vieira 2,6%

NH/BR/Nulo 24,0%

NS/Indeciso 17,6%

E4a63c3e37ae57e5Alessandro Vieira: sem muito o que comemorar

CENÁRIO QUATRO INDUZIDO 

Na quarta simulação, sem Jackson Barreto, Valadares       teria 16,4%, Eduardo Amorim, 12,2% e Heleno Silva 9,2%; André Moura, 8,8%, Rogério Carvalho, 5,5%, João Fontes, 3,1%, delegado Alessandro Vieira, 1,6% e 24,5% disseram que não votariam em nenhum, branco ou nulo e 18,7% colocaram-se indecisos ou não souberam.

Senador Valadares 16,4%

Eduardo Amorim 12,2%

Heleno Silva 9,2%

André Moura 8,8%

Rogério Carvalho 5,5%

João Fontes 3,1%

Del Alessandro Vieira 1,6%

NH/BR/Nulo 24,5%

NS/Indeciso 18,7%

D48326ce686cda56Números do IFP deixam André correndo por fora

CENÁRIO QUINTO INDUZIDO 

E num último cenário, com as ausências de Valadares e de Jackson, Eduardo Amorim assumiria a liderança com 14,9%, Heleno Silva subiria para 10,7% e André Moura teria 8,2%. Rogério Carvalho seria a opção de voto para 7%, João Fontes de 3,4% e delegado Alessandro Vieira, de 1,8%. Nenhum, branco ou nulo seriam 28,7% e não souberam ou indecisos, 25,3%.

Eduardo Amorim 14,9%

Heleno Silva   10,7%

André Moura 8,2%

Rogério Carvalho 7,0%

João Fontes 3,4%

Del Alessandro Vieira 1,8%

NH/BR/Nulo 28,7%

NS/Indeciso 25,3%

39551d43ffe98892João Fontes opera na casa dos 3%

 REJEIÇÃO

No capítulo rejeição, o nome de Jackson Barreto leva a pior: 13% dos sergipanos disseram que não votariam nele de modo algum. A seguir vem André Moura, com 11,4%. Heleno Silva tem o não de 5,5% e Eduardo Amorim, de 5,3%. Rogério Carvalho de 3,9% e Valadares e João Fontes, 3,1%. Joel Almeida do Sintese é rejeitado por 2,7 e o delegado Alessandro Vieira, por apenas 1,6%.

Jackson Barreto 13%

André Moura   11,4%

Heleno Silva   5,5%

Eduardo Amorim    5,3%

Rogério Carvalho   3,9%

Senador Valadares 3,1%

João Fontes   3,1%

Joel Almeida do Sintese 2,7%

Del Alessandro Vieira    1,6%

NH/BR/Nulo   20,1%

NS/Indeciso    30,3%

A pesquisa do IFP tem margem de erro de 3,1% e intervalo de confiança de 95%. Foram entrevistando mil sergipanos em idade eleitoral. Ela foi contratada pela empresa Miracerta Comunicação, Publicidade, Propaganda, Marketing e Pesquisa - CNPJ: 24394631000109 -, de propriedade do jornalista Jozailto Lima e com recursos próprios. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitora sob número de identificação SE-00403/2018 e pelo IFP responde o Willian França.

Foram usadas 28 cidades como universo da sondagem, com as perguntas feitas em domicílio. São elas: Aracaju, Tobias Barreto, Poço Verde, Silmão Dias, São Miguel do Aleixo, Canindé, Porto da Folha, Poço Redondo, Itaporanga D'ajuda, Boquim, Itabaianinha, Estância, Socorro, Laranjeiras, Capela, Japoatã, Carmópolis, Pacatuba, Japaratuba, Lagarto, Itabaiana, São Cristóvão, Frei Paulo, Carira, Areia Branca, Propriá, Aquidabã e Nossa Senhora da Dores.