Aparte
Cezário Siqueira prepara-se para repassar um Judiciário organizado a Osório Ramos
499216b0dcbd6dac

Cezário Siqueira Neto: foco e centralidade crítica no poder do Poder Judiciário

No próximo mês de fevereiro, o desembargador Cezário Siqueira Neto encerra sua gestão como presidente do Poder Judiciário do Estado de Sergipe e passará o bastão para o colega Osório de Araújo Ramos.

Tido como um gestor rigoroso, Cezário Siqueira Neto passará ao colega um Judiciário enxuto, organizado, prestador de um bom serviço jurídico à sergipanidade e, como consequência, premiado.

O Poder Judiciário de Sergipe recebeu duas vezes seguidas o Prêmio Selo Diamante, que é a mais alta patente de consideração por desempenho dada pelo Conselho Nacional de Justiça - CNJ - aos Tribunais de Justiça dos Estados do país.

Humilde, Cezário não levanta o troféu sozinho e como entrevistado domingueiro do Portal JLPolítica ele vai fazer um precioso raio-x desta instituição. “Tenho a alegria de ter sido presidente durante a gestão em que aconteceram essas duas premiações. Mas isso não quer dizer que só a gestão do presidente Cezário Siqueira Neto foi a responsável por isso”, pondera ele.

“Isso é um acúmulo de experiências e trabalhos que cada gestão, ao longo de muitas décadas, vem fazendo pelo Poder Judiciário. Nós avançamos. Chegamos ao Selo Ouro, fomos ao Diamante, e tudo isso tem que ser reconhecido como um esforço de todas as equipes que passaram pela administração. É algo coletivo”, avisa.

A Entrevista com Cezário Siqueira vai estar disponível às 20h deste sábado, 12 de janeiro. Ela diz muito e não somente para quem é das áreas do direito ou da magistratura.