Aparte
Reportagem Especial: setor de serviços fomenta economia sergipana
626ea5b0874f195f

Paulo do Eirado: setor de serviços é um dos mais importantes para a nossa economia

O setor de serviços, mesmo diante de uma grave desaceleração econômica, continua se destacando no Brasil e em Sergipe. Das 75.059 empresas ativas na Junta Comercial de Sergipe – Jucese –, 42.536 são desse segmento.

No ano passado, das 4.277 empresas abertas pelo órgão, 2.487 foram do segmento de serviços, que também foi maioria em 2017, quando foram registradas 2.155 num total de 3.853 empresas abertas no Estado. 

Os números não param por aí. Somente em 2016, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE –, ele contribuiu com 46,6% de todo o Produto Interno Bruto – PIB – sergipano. Além disso, é um dos maiores geradores de empregos do Estado, absorvendo um contingente de 130 mil trabalhadores.

“O Setor de Serviços é considerado um dos mais importantes para a nossa economia”, constata Paulo do Eirado Dias Filho, superintendente do Sebrae em Sergipe. Os motivos que levam a isso, e como eles podem ajudar a alavancar a economia, você vai descobrir na Reportagem Especial dessa semana, que estará disponível no domingo, 14, a partir das 20h.