Aparte
Industrial e ex-deputado José Arinaldo de Oliveira ganha biografia depois das eleições
Fe2d39db5fd89f59

José Arinaldo de Oliveira: uma vida exposta em livro

A cidade de Frei Paulo sempre foi um berço fecundo de intelectuais e escritores, obtendo uma presença significativa na história das letras de Sergipe, revelando talentos e conquistando notoriedade além fronteiras. Tudo isso, graça à pujança de homens voltados para a cultura, e não foram poucos.

A cidade é berço de intelectuais e poetas. Quem viaja nesse passado histórico, tem a grata satisfação de se deparar com o brilhantismo de escritores e jornalistas que muito orgulham a cidade e o Estado. Algo de grande valor resgatado nas pesquisas do historiador Luiz Antônio Barreto, de saudosa memória.

Nesse contexto, o livro “Vida e História de José Arinaldo de Oliveira”, de autoria do jornalista Carlos Magno Andrade Bastos, vem para coroar essa trajetória de êxito e efetiva presença dessa cidade no âmbito literário sergipano e nacional. “Vida e História de José Arinaldo de Oliveira é uma narrativa eletrizante, que prende o leitor do início ao fim”, admite Carlos Magno Andrade Bastos, que, apoiado num grupo de estudo, conduziu toda a história de vida do biografado.

A obra é de um escritor estreante, mas promete surpreender. “Este belo livro tão verdadeiro e tão profundo às vezes se confunde com o gênero da ficção, de tão surpreendente o desfecho de cada capítulo. Eu diria que a história de vida deste empresário é como se fosse um romance da vida real. Mas trata-se de uma autobiografia. Enfim, é uma história fantástica protagonizada com muita propriedade e narrada de forma simples e direta. Tudo contextualizado em uma sequência cronológica, onde é possível reviver cada momento dentro da realidade de cada época retratada pelo biografado”, diz o autor.

A exposição da história de José Arinaldo de Oliveira – pecuarista, industrial, homem de comunicação, político e pai - é, segundo Carlos Magno, “um jeito de alcançar o centro de suas emoções de forma a compartilhá-las com os outros”. “O livro valida experiência e dá significado à vida dele. Afinal de contas, as memórias dele constituem um tesouro valioso para as novas gerações. Uma trajetória de altos e baixos, muitas alegrias e conquistas pessoais intercaladas por muitas tristezas e perdas irreparáveis. Como de fato é a vida”, diz Magno.

 

“Vida e História de José Arinaldo de Oliveira” é prefaciado pelo conterrâneo do biografado e do autor, o jornalista Ancelmo Gois, colunista de “O Globo”. Num texto com o título de “José Arinaldo, um forte”, ele destaca o peso e a importância do biografado. As orelhas foram estritas pelo ex-governador Albano Franco, membro da Academia Sergipana de Letras. A primeira edição, com tiragem de mil exemplares de 206 páginas, é muito bem cuidada e tem o zelo da Editora J. Andrade. 

Toda narrativa de “Vida e História de José Arinaldo de Oliveira” é na primeira pessoa do biografado. Para fazer a pesquisa da vida e da história dele, Carlos Magno contou com um auxílio luxuoso da pesquisadora freipaulistana Márcia Maria de Oliveira. A obra tem revisão de outra pesquisadora, a professora Maria José de Souza. “Este livro, escrito com tanta sinceridade, é sobretudo um testemunho vivo de fé e superação. Um verdadeiro presente para filhos, pais, amigos, o país e para o mundo”, diz Carlos Magno. José Arinaldo de Oliveira acabou de fazer 82 anos. Ele é de 4 de maio de 1936. O lançamento vai ser depois de outubro. Assim que passem as eleições.