Aparte
Descontente com Émerson Ferreira e Alessandro Vieira, deputado Moritos não ficará no Rede
415d4cd48f1f13f2

Moritos Matos: chateado com os correligionários

A turma de Émerson Ferreira e Alessandro Vieira, o senador eleito, pode até sacramentar a migração – ou fusão – do Rede com o PPS, formando o Movimento 23, mas eles não contarão com a adesão do deputado estadual não-reeleito, Moritos Matos.

“Não ficarei no Rede. Não gostei da forma como eles me trataram. Eu servia para ser deputado pelo partido, para disputar mandato, para ajudar o partido, mas quando eles tiveram de discutir a fusão não me convidaram para nada. Eu achei desrespeitoso”, disse Moritos a esta Coluna nesta quinta.

Moritos Matos chegou à Alese em 2017 como suplente de deputado. Ele já teve mandato de vereador de Aracaju, obtido em 2008 pelo PDT, com 3.879. Em 2012, teve 3702 e não chegou lá. Agora, admite que está se preparando para disputar um retorno à Câmara da capital em 2020. Não sabe ainda por qual partido.