YoutubeFacebookTwitterInstagram
Aparte
Author bc92de88786c313d
Jozailto Lima

É jornalista há 36 anos, tem formação pela Unit e é fundador do Portal JLPolítica. É poeta.

Rejeição de Edvaldo Nogueira na pesquisa do IFP é grande e assusta
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
Ed374e2cb8808528

Milton Andrade: peso pena na rejeição

A rejeição do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, PCdoB, captada pela última sondagem eleitoral do IFP - Instituto França de Pesquisa - em pesquisa feita junto a 693 dos 401.344 eleitores da capital, é alta e certamente deve preocupar a cúpula dos que trabalham a imagem do chefe do Executivo.

Segundo o IFP, Edvaldo Nogueira aparece com 22,7% de rejeição, ou quase três vezes mais do que a de Gilmar Carvalho, PSC, que, na induzida, lidera sobre ele na absorção de intenção de votos para prefeito.

Gilmar teria 7,1% das manifestações dos aracajuanos quando eles respondem à pergunta “Em qual deles o sr(a) não votaria de jeito nenhum para prefeito se as eleições fossem hoje?”.

Entre Edvaldo e Gilmar vem Valadares Filho com a segunda maior rejeição - 12,1%. Eliane Aquino não seria votada por 4,4% e Emília Correa, por 3,9%.

Delegada Danielle Garcia e Dr Emerson teriam a rejeição de apenas 1,7%, e Milton Andrade, flana leve com apenas 0,5% de eleitores dizendo que jamais votariam nele.

Mais de 45% dos eleitores são indiferentes a esse tema: exatos 45,7% não tomara partido nisso - foram 22,3% dizendo que não votariam em nenhum deles, nulo ou branco, e 23,4% que não souberam/indecisos.

 

OPÇÕES

INDUZIDAS

TOTAL

%

Edvaldo Nogueira

22,7

Valadares Filho

12,1

Gilmar Carvalho

7,3

Eliane Aquino

4,4

Emília Correia

3,9

Delegada Danielle Garcia

1,7

Dr Emerson

1,7

Milton Andrade

0,5

NH/BR/Nulo

22,3

Não sabe/Indeciso

23,4

 

Nos cruzamentos dos diversos nomes usados na sondagem do Instituto França de Pesquisa, e que foi publicada aqui neste Portal no domingo, o nome do deputado estadual Rodrigo Valadares foi usado, embora não tivesse saído na matéria.

Mas vai agora, embora a presença de Rodrigo não altere muita as coisas. Ele ficaria num distante quatro lugar num levantamento em que entraram Gilmar, Edvaldo e Eliane: a ordem seria de 29,3%, 15,6%,15,0% e 3,2%, para 29,3% de nenhum deles, branco ou nulo, e 7,6% de não souberam/indecisos.

A Pesquisa do IFP tem uma margem de erro amostral máxima: 3% e um índice de confiabilidade de 95% e foi realizada entre os dias 23 e 26 de julho de 2019.

 

OPÇÕES

INDUZIDAS

TOTAL

%

Gilmar Carvalho

29,3

Edvaldo Nogueira

15,6

Eliane Aquino

15,0

Dep Rodrigo Valadares

3,2

NH/BR/Nulo

29,3

Não sabe/Indeciso

7,6