YoutubeFacebookTwitterInstagram
Aparte
Author bc92de88786c313d
Jozailto

Jozailto Lima é jornalista há 36 anos, tem formação pela Unit e é fundador do Portal JLPolítica. É poeta.

Serginho Oliveira e Jairo Santana preparam o terreno para a disputa do poder em Glória
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
A2c82067b8a2dd6e

Serginho Oliveira: respeito a Jairo, mas vai pro embate

Mesmo com quase dois anos de antecedência, Nossa Senhora da Glória, um dos dez maiores municípios do Estado de Sergipe, já tem duas pré-candidaturas postas à Prefeitura Municipal em sucessão ao prefeito Chico do Correio, o Francisco Carlos Nogueira Nascimento, PT, em segundo mandato e reeleito.

E são dois dos titãs da política municipal. Dois nomes fortes: o ex-prefeito por dois mandatos, apoiado pelo grupo atual e de outros ex-prefeitos, Serginho Oliveira, PSD, e o atual deputado não reeleito Jairo Santana, PRB. Eles juram respeito um pelo outro, mas estão dispostos a ir ao embate.

No meio político, há muita expectativa sobre a possibilidade de Jairo de Glória, como é mais conhecido, manter-se no mandato de deputado estadual. Para isso, seria preciso que se confirmasse a fatalidade da negação do mandato de Talysson de Valmir, mas com a preservação dos votos dele.

“Eu não conto com isso. Não preciso do desastre dos outros para permanecer na política. Serei candidato a prefeito de Glória pela oposição em 2020 porque entendo que na política não existe espaço vazio. Eu preciso ocupar”, diz Jairo.

Em 2016, ele perdeu a eleição municipal para Chico com a candidatura de Ciene Irmã de Jairo, do PRB. E foi na base da lapada: 63,87% - 13.002 votos - contra 36,13% - 7.355. Mas, mesmo assim, Serginho Oliveira respeita esse espólio de Jairo.

“O Jairo sai da eleição de deputado estadual enfraquecido, mas tem seu peso. A gente não pode subestimar o adversário. Mas mesmo que ele assuma o mandato, nós não teremos receio”, diz Serginho.

Serginho Oliveira é secretário municipal de Governo de Glória, com dois anos da gestação passada e dois anos da atual. Sebastião Lopes, o pai dele, já foi prefeito de Glória por um mandato. Ele pessoalmente por duas e a irmã Luana Oliveira, por uma. “Eu saio num grupo apoiado pelo prefeito Chico e pelo ex-prefeito Zico, o José Israel”, avisa Serginho.