Aparte
Banese ajuda sergipano a ser o povo com mais acesso a serviço bancário no NE
0da891d734324f64

Fernando Mota: quase 750 mil correntistas e 540 mil portadoras do cartão Banese

Eis uma boa notícia para um tempo em que se fala muito em economia quase que parada: o sergipano é o povo que mais tem acesso a serviços bancários na região Nordeste, segundo levantamento divulgado pelo Banco Central do Brasil.

E sabe quem muito contribui para esse elevado índice de inclusão bancária dos sergipanos? O Banco do Estado de Sergipe - Banese -, uma instituição que o Governo sergipano manteve e se recusou a privatizar, como fizeram quase todos os Estados brasileiros.  

“E sabe por que isso acontece? Porque somos o banco que está mais próximo de você. São 63 agências, 15 postos de serviços, 225 correspondentes bancários, mais de 500 caixas eletrônicos, além dos canais digitais que possibilitam maior comodidade e praticidade na hora de realizar suas operações financeiras”, diz o presidente do Banese, Fernando Mota.

Em entrevista a este Portal JLPolítica, publicada no dia 31 de março deste ano, o presidente do Banese deu dados substanciais que reforçam esta informação repassada agora pelo Banco Central.

“O Banese possui hoje como clientes 743 mil pessoas físicas, 35 mil jurídicas e temos mais outras 540 mil portadoras do cartão Banese Card - parte dessa clientela são portadores de cartão, mas temos portadores do cartão puro, que não tem conta corrente aqui com a gente”, disse Fernando.

“Outro dado que demonstra a importância do cartão com a bandeira Banese é a existência de 40 mil lojistas conveniados. Portanto, mais do que o Banco do Estado de Sergipe, somos o banco de todos os sergipanos. O que você precisa, o Banese tem”, completa Fernando Mota.