YoutubeFacebookTwitterInstagram
Aparte
Author bc92de88786c313d
Jozailto Lima

É jornalista há 36 anos, tem formação pela Unit e é fundador do Portal JLPolítica. É poeta.

Sílvia Fontes e Fábio Henrique negam “desavença” pelo poder
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
Accac8f3edecafe3

Sílvia Fontes: Fábio Henrique é meu líder E maior liderança do PDT

O ex-prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique, e a esposa, a deputada estadual Sílvia Fontes, ambos do PDT, desmentiram, em coro, nesta quarta-feira, a versão de que os dois estão em litígios por espaços políticos no mandato de deputado no ano que vem e na sucessão de Socorro em 2020.

Numa série de notas sobre a política de Socorro, esta coluna traduziu ontem notícias de bastidores, segundo as quais Fábio e Sílvia estariam em rota de colisão, com ele querendo o espaço para disputar o mandato de deputado estadual no lugar dela, mas ela estaria se negando.

Nesta quarta-feira logo cedo, Fábio Henrique, que preside a Executiva Estadual do PDT, saiu com uma nota na qual procurava dissipar qualquer dúvida sobre o bem-estar político e pessoal do casal.

“Quero deixar claro que entre eu e Sílvia não existe nenhuma desavença. Nem política e nem pessoal. Portanto, não é verdade que estejamos “brigando” pelo mesmo espaço, seja ele qual for”, disse Fábio, em nota.

“Esse é um comentário recheado de muita maldade e sem base sólida, salvo as fofocas políticas dos nossos adversários” reforçou Fábio.

“Quanto a 2020, reafirmo o que disse a Jozailto Lima: “nosso grupo” pretende disputar a Prefeitura. Mas nunca disse que o candidato seria eu ou Sílvia. Essa é mais uma maldade, tentando antecipar uma disputa que não está na ordem do dia”, completou Fábio.

No final da manhã, a deputada Sílvia Fontes puxou o fio da mesma meada num discurso na Alese com o mesmo tom. “Gostaria de esclarecer que não há qualquer problema entre eu e Fábio Henrique, que é meu líder, maior liderança do PDT em Sergipe, e meu esposo”, demarcou Sílvia.

“Gostaria de esclarecer que não adianta as pessoas estarem especulando sobre decisões do partido para as eleições de 2018 que só serão tomadas em conjunto, com participação ativa do nosso líder maior Fábio Henrique e dos demais integrantes do agrupamento posteriormente, e em momento oportuno”, reforça a parlamentar.