Aparte
Jeferson Andrade: PSD já tem cerca de 60 pré-candidatos a prefeito para 2020
F918e4958b0a6684

Jeferson Andrade: PSD será um grande laboratório em 2020

O presidente estadual do PSD de Sergipe, deputado estadual Jeferson Andrade, disse à Coluna Aparte nesta terça-feira, 14, que o projete eleitoral do seu partido na sucessão municipal sergipana de 2020 é o de lançar o máximo de candidatos. Mas claro que obedecendo à complexidade de alianças na qual o PSD está inserido desde a eleição de Governo de Sergipe no ano passado.

“Nós estamos nos pré-programando para lançar o máximo de candidatos a prefeitos no Estado de Sergipe. Hoje nós contabilizamos cerca de 60 pré-candidaturas. Claro que vamos conversar com os partidos aliados para saber o que é que é viável nesse contexto e observar as novas regras eleitorais de 2020”, diz Jeferson Andrade.

“Hoje o PSD tem 18 prefeitos e a pretensão nossa é a de ampliar esse número, passado dos 20. Mas tem alguns dos atuais que no próximo pleito não serão candidatos à reeleição e estamos conversando com eles para colocarem no PSD os nomes que querem indicar como sucessores”, avisa o deputado.

“Uma coisa que já nos move é a certeza de que não devemos ter candidatos apenas por tê-los. Queremos ter para ganhar eleição, e nessa condição há pessoas que são ligadas a nós - a mim, aos Mitidieri e ao governador -, que nem são do PSD, mas que são viáveis eleitoralmente. Não teremos problemas com gente assim”, completa Jeferson.

Jeferson Andrade admite uma clara tolerância com o fato de o PSD ser um partido de múltiplas lideranças e estrelas marcando o seu espaço. “Levamos em conta que somos o partido do governador do Estado e que deveremos respeitar as alianças que foram feitas em 2018 e as que as poderão ser realizadas em 2020”, diz ele.

Jeferson Andrade não tem dificuldade de nominar figuras vistosas para o pleito já a partir de agora. “Temos nomes viáveis hoje em Nossa Senhora de Lourdes e em Propriá. Teremos candidatos em Itabi, Gararu e em Porto da Folha, onde o atual prefeito Miguel de Dr Marcos se filiou ao nosso partido. Teremos candidato bom em Graccho Cardoso e teremos um candidato forte na pessoa de Serginho Oliveira lá em Nossa Senhora da Glória”, contabiliza o deputado.

“Na zona sul do Estado, temos o prefeito de Cristinápolis, o Du de Juca, que ainda não veio, mas que vota comigo há muito tempo. Veja o caso de Itaporanga: o prefeito Otávio Sobral é do PSDB, mas votou comigo. Tenho conversado com ele, mas sem uma confirmação de que ele possa vir pro PSD. A gente sabe que a eleição de 2020 vai sofrer uma modificação por causa dos proporcionais”, diz Jeferson.

“Mas tem muita gente da nossa base aliada que não é filiada ao PSD e isso precisa ser respeitado. Cada um tem seu grupo, e a sabedoria da política é exatamente saber respeitar isso. Veja meu caso: Alexandre Martins, prefeito de Pacatuba, que é do PSC, é amigo e eleitor da nossa família há mais de 20 anos e teremos que respeitar a opção partidária dele. Temos que respeitar essas particularidades. Não só dos candidatos ligados a mim, como os ligados ao governador Belivaldo Chagas e a Fábio Mitidieri, que tem um grupo muito grande, com 80% a 90% dos meus candidatos sendo eleitores dele também. Mas entre nós não há nenhum atrito. Só paz e amor”, diz Jeferson Andrade.