Aparte
Alexandre Sobral vê fraqueza na gestão de Laranjeiras e quer disputar Prefeitura em 2020
D5a82f81a9699c4f

Alexandre Sobral: “Existe uma carência muito grande por parte da administração pública”  

O administrador de empresas e pecuarista Alexandre Macedo Sobral, PP, irmão do deputado estadual Zezinho Sobral, Podemos, admite-se desde já pré-candidato a prefeito de Laranjeiras, na sucessão do prefeito Paulo Hagenbeck, o Paulo da Varzinhas, no ano que vem.

Alexandre Sobral já viu a mãe, Ione Sobral, e o pai, José Sobral, serem prefeitos de Laranjeiras. O pai, teve mandatos de deputado estadual. “Meu pai e minha mãe foram referências para mim. Ele, especialmente, que foi político a vida inteira, não teve uma pessoa inimiga. Podia ter desafeto político, mas pessoalmente era amigo de todo mundo, e a gente colhe os frutos até hoje", diz Alexandre Sobral.

Segundo Alexandre Sobral, seu projeto de tentar, aos 48 anos, ser prefeito de Laranjeiras em 2020, está embasado na necessidade de abreviar, ou dar um fim, na gestão ruim que a cidade teria hoje com o prefeito Paulo da Varzinhas, para quem ele não faz quaisquer concessões.

“Pretendo fazer um trabalho social muito bom. Porque do jeito que está, está complicado. O nosso município está entregue ao completo abandono, infelizmente. Paulo da Varzinhas não é uma má pessoa, eu não tenho nada contra ele enquanto pessoa física, mas faz uma gestão complicada, deixando Laranjeiras numa situação difícil”, diz o pré-candidato.

Mas que projeto Alexandre Sobral teria para a cidade de Laranjeiras? “Quero o melhor para a nossa cidade, principalmente para as pessoas que são menos favorecidas, que mais necessitam da administração pública. Sou candidato para fazer um trabalho social muito bom”, diz ele.

“É pra rever a parte da educação, valorizar principalmente os professores e valorizar o servidor de um modo geral. Esse vai ser o foco do nosso trabalho. Vai ser o que nós vamos tentar e espero que a comunidade, que a população, entenda. Laranjeiras tem um efetivo muito grande pessoas carentes e tem de mudar isso”, afirma Alexandre.

Apesar de nascido numa família de políticos, Alexandre Sobral só disputou uma única eleição em toda a sua vida - foi em 2010, e para a Alese, pelo PSB. “Eu tive quase 11 mil votos. Foi uma experiência muito boa, excelente. Fiquei como primeiro suplente na época. Mas na política a gente sempre está. Nunca está fora, e eu sou pré-candidato em nome do melhor para o município. A gente depende de grupo e das conversas. Zezinho me estimula constantemente”, reforça ele.