Aparte
Na Domingueira, Fabiano Oliveira passa a limpo importância do Pré-Caju e das festas em Sergipe
A29ea9456b50ce87

Fabiano, com Fabiano Filho e a esposa Jaqueline Lima: esforço para trazer o Pré-Caju de volta

Saudá-lo com a distinção de rei da noite, como sempre fizeram por um bom tempo, certamente não abarca e nem define bem o papel e o significado do empresário e promotor de festas, eventos e cultura Fabiano Oliveira, 49 anos. 

Talvez mais ajustadamente lhe caia melhor o distintivo de rei do entretenimento. De um entretenimento mais laico, mas amplo. Para que essa imagem - a do rei do entretenimento - grudasse na biografia de Fabiano Oliveira bastariam os 22 anos de um Pré-Caju que marcou a vida, a economia e, sim, a cultura de Sergipe, e que fora fundado por ele.

Fundado, ressalve-se, por ele e por sua família, que tem uma vocação quase que braçal para o trabalho. E é essencialmente dessa condição de trabalhador do entretenimento - é um trabalho, sim, não se iluda leitor - que Fabiano OIiveira fala na Entrevista Domingueira ao Portal JLPolítica

Fabiano Oliveira, que é um comunicador de mão cheia, tem plena consciência de que o fez e faz por Sergipe é revestido de valor e que muito agrega. “O Pré-Caju teve um peso descomunal na economia e na autoestima sergipanas”, dirá ele na Entrevista.

“Tínhamos 100% de ocupação das vagas de hoteleira, além de muitas casas alugadas, a atenção de todo o Brasil voltada para Sergipe, com flashs ao vivo em redes nacionais de TVs e a cobertura completa da festa em programas nacionais, assim como em revistas de grande porte. Tínhamos aqui os cantores nacionais e celebridades de TVs”, relembrará.

Nos tempos áureos, o Pré-Caju colocava 400 mil pessoas por dia nas ruas de Aracaju. Nesta Entrevista, você vai ver a versão dele para o fim de tudo isso e o sobre o movimento que ele faz para tentar trazer a festa de volta - seria em outubro deste ano, não fosse a pandemia do coronavírus. 

Fabiano Oliveira chegou a ser deputado estadual por dois mandatos e foi secretário de Estado de Cultura e Turismo de Sergipe. A Entrevista com ele está uma festa de boas informações e vai estar disponível a partir das 8h da manhã deste domingo, 2 de agosto. Vale o acesso.