Aparte
Maria do Carmo pede fim das fake news sobre morte de João; ela vê melhoras nele
136fdc4a23377ad5

Maria do Carmo: grata pelas preocupações com o esposo, mas angustiada com as notícias falsas

A senadora Maria do Carmo Alves, DEM, esposa do ex-governador João Alves Filho, agradeceu nesta terça-feira, 17, às pessoas de Sergipe que estão preocupadas com o estado de saúde do esposo, internado num Hospital de Brasília, mas pediu que se evitasse propagar notícias falsas, as chamadas fake news, sobre a suposta morte dele.

“Eu acho que espalhar esse tipo de notícia falsa é péssimo. Essa história dessas fake news é uma coisa terrível. Eu recomendo às pessoas que usam isso que se coloquem no lugar da família. Pelo menos isso”, disse a senadora à Coluna Aparte.

Segundo a senadora e esposa de João Alves, os familiares dele passaram maus momentos na tarde da última segunda-feira, 16, com as notícias falsas. “Meu Deus do céu, foi um sufoco. Um constrangimento. Foi a tarde inteira. Atribuíram até um áudio ao meu sobrinho Luciano de Menininha, mas a voz não era a dele”, diz ela. Luciano se encarregou de distribuir um vídeo e um áudio negando a autoria.

O Hospital Santa Luzia, onde João está internado, que fica no Conjunto E, Lote 05, Asa Sul, quase em frente ao Hospital do Coração de Brasília, distribuiu um Boletim Médico no final da tarde desta terça no qual atestava uma boa evolução do paciente João Alves. Ele sofre do Mal de Alzheimer e foi vítima de uma queda recentemente.

Maria do Carmo disse que certificava o que dissera o Boletim Médico. “Olhe, João está melhorando. Conforme diz o Boletim, a sedação dele já foi diminuída hoje. O medicamento que estava sendo usado para controlar a pressão arterial dele também já foi retirado. De modo que a nossa expectativa é boa”, disse Maria do Carmo.

“Claro que todos nós da família temos a esperança de que ele volta para casa, e como desde ontem ele começou a melhorar, isso nos anima mais. Eu diria que ele está ligeiramente sedado, mas já responde a estímulos. Ave Maria, temos recebido muitas manifestações dos sergipanos. Afinal, João levou a vida a trabalhar pelo bem do Estado de Sergipe”, diz a senadora.