Aparte
Coordenador do Sintufs acende a chama dos riscos contra universidades sob Bolsonaro
D44f2bc6a4879730

Wagner Vieira: "Boa gestão se faz com críticas e com proposições”

Wagner Vieira, um dos coordenadores gerais do Sintufs - Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação da Universidade Federal de Sergipe -, é o entrevistado do Portal JLPolítica deste final de semana.

E ele vai fazer um alerta curioso sobre a tese da escola sem partido e das universidades sem filosofia que prega o Governo de Jair Bolsonaro. (Mas você só verá isso lendo a Entrevista, que vai estar disponível às 20h deste sábado, 11 de maio).

Mas Wagner não tem dúvida da baixa afeição do Governo por um educação crítica. “Já vimos que não é prioridade desse governo a Educação. Temos que entender que há uma intensificação do desmonte da educação e saúde pública e que o governo Bolsonaro vem tentar intensificar as privatizações e o sucateamento do serviço público”, diz.

Para esse sindicalista, a Reitoria da UFS precisa ser mais reativa às ações do Governo. “Nós temos uma relação boa de diálogo com o reitor, mas entendemos que uma boa gestão se faz com críticas e com proposições”, pondera.

“Por isso, seguimos vigilantes a todos os acontecimentos dentro e fora da universidade, mas acreditamos que o reitor deveria se impor mais frente ao governo”, reitera o coordenador do Sintufs. A entrevista com Wagner Vieira é recomendável.