Aparte
Reportagem Especial: previsto em lei em alguns casos, aborto divide opiniões  
894eaa6e2b661169

Senado voltou a discutir interrupções de gravidez previstas em lei 

Esta semana, a Reportagem Especial do JLPolítica vai trazer uma discussão sobre as variáveis que envolvem a (des)criminalização do aborto, que também foi retomada no Congresso e, com isso, voltou a estampar as manchetes de jornais.

O tema é complexo e envolve jurisdições diversas, que vão desde a questão legal até a religiosa, passando, claro, pelo contexto social, histórico e político em que se encontra a mulher - personagem central desse debate. 

A advogada Valdilene Martins Oliveira, vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da OAB/SE, feminista e ativista negra, é um dos entrevistados. “Eu avalio as propostas de alteração da lei, que tornam todo e qualquer tipo de aborto crime, como aberrações legislativas”, diz ela.

O padre Anderson Pina, biólogo e mestre em Bioética, discorda de Valdilene Martins. Segundo o padre, o aborto é visto pela moral católica como um pecado mortal, um crime abominável, uma violação ao primeiro e mais importante direito à vida. “Devemos partir do princípio de que nem tudo que é tecnicamente ou legalmente possível é eticamente aceitável”, pondera.

O tema divide opiniões. E algumas delas estarão na Reportagem Especial, que ouviu outros religiosos, entidades e parlamentares e estará disponível no domingo, 12, a partir das 20h. vale a pena a leitura.