Aparte
Projeto de acesso à leitura nos Terminais de Integração é lançado pelo Mova-SE
Fc7ca1c214978d02

Idealizadores e mais livros à comunidade: tudo base da confiança

Nesta quarta-feira, 11 de setembro, o Movimento Atitude Sergipe - Mova-SE - lançou o projeto de acesso à leitura denominado Mova-SE na Leitura no Terminal de Integração Leonel Brizola, na Rodoviária Nova.

O objetivo do projeto desenvolvido pelo Mova-SE é desenvolver uma cultura de leitura entre os sergipanos, resgatando a tradição dos livros impressos e colaborando com o desenvolvimento educacional do Estado de Sergipe. E ainda proporcionar acesso à leitura para as camadas socialmente mais vulneráveis.

Uilliam Pinheiro, um dos idealizadores do Projeto, explica a metodologia. “Os livros serão expostos, a priori, nos terminais de integração do transporte público, onde os usuários poderão retirar para leitura durante suas viagens ou levar para seus domicílios e após o término da leitura devolver nas estantes localizadas nos terminais”, diz Pinheiro.

“As estantes também serão pontos para recebimentos de doações de livros por parte da população, criando um movimento de troca cultural de livros por parte dos cidadãos. Não haverá registro de empréstimo em formulários. Tudo consistirá na consciência humana para a devolução do livro retirado”, reforça Uilliam.

“As estantes foram implantadas nos Terminais de Integração Leonel Brizola, Zona Oeste, e DIA. Contudo, serão ampliadas para os demais terminais como os do Centro, da Atalaia e do Maracaju”, diz Uilliam.

Para Laércio Oliveira, outro idealizador do projeto e membro do Mova-SE, "essa é uma maneira de o movimento contribuir para o desenvolvimento de nossa cidade, pois sabemos que a leitura rompe barreiras e emancipa as pessoas".

O Movimento Atitude Sergipe - Mova-SE - foi criado no primeiro semestre de 2017 e tem ganhado visibilidade no Estado de Sergipe com as bandeiras de controle social denunciando irregularidades na administração pública.

“Porém, o movimento não só atua no controle social, mas também na intervenção do espaço urbano como o Projeto Mova-SE na Leitura e na atuação através de educação política”, ressalta Uilliam Pinheiro.