Aparte
Pensando na política: Danielle Garcia volta de vez para Aracaju no dia 31
6b7f50c11ebc7249

Danielle: “terei muita coisa para organizar em Aracaju. A política também está dentro desse organização”

Filiada ao partido Cidadania desde dezembro, quando decidiu mergulhar no mundo da política sergipana, a delegada Danielle Garcia voltará a residir em Aracaju ainda este mês de janeiro, após integrar durante oito meses o Ministério da Justiça, em Brasília, a convite do ministro Sérgio Moro.

“Estou voltando dia 31 de janeiro e inclusive o Ministério da Justiça já emitiu a passagem aérea. O processo de desmobilização foi devidamente concluído e a Polícia Civil de Sergipe já foi informada (que estou voltando). Eu estou apenas aguardando o último dia de trabalho aqui em Brasília”, explica a delegada.

Quando chegar aqui, a delegada não se reintegrará, imediatamente, à Polícia Civil de Sergipe. “Entrarei de férias”, informa ela, à Aparte. Ao ser perguntada por esta Coluna se vai aproveitar o período de folga do trabalho para descansar ou se mobilizar politicamente, ela diz: “Terei muita coisa para organizar em Aracaju, depois de oito meses fora. A política também está dentro desse organização”.

Danielle é uma das figuras cotadas do Cidadania - nesse balaio está também os nomes de Emília Corrêa, dr. Emerson e Kitty Lima - para concorrer à eleição de prefeito de Aracaju pelo partido. Confira a nota Eleição em Aracaju: Cidadania está dividido entre Danielle Garcia, Emília Corrêa, dr. Emerson e Kitty Lima, publicada nesta quinta-feira, 16, nesta Coluna.

Com relação ao fato de poder ser, efetivamente, escolhida pelo Cidadania para disputar a Prefeitura de Aracaju na eleição de 4 de outubro deste ano, a delegada afirma que está, por enquanto, sossegada. 

“Estou absolutamente tranquila quanto a isso. Essa decisão será respaldada em critérios técnicos predefinidos pelo Cidadania, baseada em pesquisas e ouvindo a população”, informa Danielle.