Aparte
Reportagem Especial traz trajetória religiosa de Irmã Dulce e vai ser postada na manhã de sábado
E959b1aa923906af

Irmã Dulce: dos Pobres e de todos aqueles que precisavam de ajuda

Domingo, 13 de outubro. Essa data ficará marcada na história religiosa do país. É quando será realizada a canonização da primeira santa do Brasil: Irmã Dulce. Ela tem uma ligação íntima com Sergipe.

Foi aqui que Dulce iniciou a trajetória de devoção, na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, em São Cristóvão. E foi aqui também, já em Malhador, que realizou um dos milagres que a levou a ser canonizada nesse domingo.

Por tudo isso, a Reportagem Especial da semana é dedicada à história dessa mulher que, como colocou Dom João José Costa, um dos entrevistados, “de pequena se fez grande" e tocou, de forma intensa e irreversível, a vida de tantas pessoas. Sobretudo das pobres.

Por aqui, haverá solenidades em algumas paróquias de Aracaju e também do interior, como a própria São Cristóvão, que tem programação especial desde a última quarta-feira, dia 10. Essa semana, em virtude da canonização, a Reportagem Especial estará disponível mais cedo: a partir das 8h da manhã deste sábado e não às 20h do domingo, como costumeiramente ela sai.