Aparte
Francisco Gualberto admite que sonha com um mandato federal
14f230312a0a5f9b

Francisco Gualberto: “Eu obviamente me apaixonei pelo Legislativo”

Há nos bastidores da Assembleia Legislativa de Sergipe rumores de que o deputado e vice-presidente deste Poder, Francisco Gualberto, PT, não disputaria mais um novo mandato em 2022. Ele está no quinto. Que estaria disposto a dar um passo mais à frente.

Segundo Francisco Gualberto, isso é uma verdade, mas pode também não sê-la. “O que eu posso dizer, logicamente, é que se estiver bem de saúde e eu puder disputar um espaço que não seja o de deputado estadual, é o que eu farei, com muita tranquilidade”, diz ele.

Mas que espaço seria este? “Pode ser o de deputado federal. Você sabe que eu sempre declarei, sem nenhuma demagogia, que eu não me vejo no Executivo. Acho que o meu perfil político é o de parlamentar. É o perfil de quem parlamenta, e de quem faz as disputas políticas”, reforça.

“De modo que a minha preferência sempre foi o parlamento, sempre foi o Legislativo. Mirei isso, e desde o dia em que cheguei nele senti-me bem. Todos conhecem essa história: vim do movimento sindical, da luta em defesa dos trabalhadores e acabei chegando na casa dos vereadores da capital e na Assembleia Legislativa de Sergipe. Ao chegar e ter o contato com os Poderes Legislativo e Executivo, eu obviamente me apaixonei pelo Legislativo. E continuo com essa proposta”, diz.

“Estou agora no meu quinto mandato, teremos novas eleições só em 2022 e o que procede é que é muito cedo para a gente fazer a afirmação de não mais disputar um lugar na Alese. Mas eu devo lhe reforçar que é natural de quem chega a um quinto mandato pensar em dar um passo mais à frente, se tiver possibilidade política e saúde adequadas. Mas na vida, nada é em definitivo, nem a própria vida. Às vezes você está fazendo um plano e a vida está fazendo outro para você”, filosofa Gualberto.