Aparte
Opinião - O jogo político e o debate de ideias
2133e1043d3e890c

[*] Bertulino Menezes

Daqui a um ano estaremos escolhendo quem vai administrar nossos municípios. Vamos votar para prefeito, vice-prefeito e vereadores. 

Já vemos os bastidores políticos numa intensa movimentação para escolher candidatos, definir estratégias, fazer contas, estreitar contatos para coligações e preparar ideias. 

Para o povão, seria o momento de estudo dessas propostas, de pesquisar nomes e história de cada candidato, descartar no lixo os incompetentes e corruptos e fazer, enfim, a lista pessoal daqueles que vão merecer um voto. 

Mas, com certeza, os eleitores ainda não vão poder praticar esse exercício. Não sabemos sequer quais os partidos que vão disputar as eleições. 
 
Hoje, existem 35 partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral prontos para participar do pleito municipal do ano que vem. Contudo, esse número poderá chegar a 75.

Brincadeira Não, é a pura verdade. A maioria, legendas em processo de criação, mas que já têm registro em cartório e já comunicaram oficialmente ao TSE a intenção de oficializar seus estatutos e programas partidários e concorrer às eleições. E outras agremiações ainda podem surgir.

A razão dessa corrida todos sabem. Há muitos milhões de reais em jogo nos fundos eleitorais e partidários. Outros tantos milhões em jogo na hora da venda dos horários políticos no rádio e na televisão. E, por último, ainda é possível negociar apoios para fortalecer partidos maiores e candidatos dessas legendas. 
  
Pra quê conhecer programas partidários? Quem vai fazer o melhor para a saúde, a educação, segurança, ou  saneamento básico? Afinal, somos perfeitos e já sabemos em quem votar.  Se somos fanáticos fiéis e já temos o nosso partido?  Saber o que ele se propõe a fazer e saber se há outros programas melhores, pra quê?
 
Vamos ao debate de ideias, minha gente. Analise nosso sistema político enfraquecido e apodrecido;  investigue os seus candidatos preferidos. Mude, se for preciso.

[*] É jornalista, empresário e ex-vereador de Aracaju.