Aparte
Reportagem Especial discute significado social da Previdência
27813877fd792883

Aposentadorias e pensões do INSS, muitas das vezes, é a única fonte de renda de uma família

Em Sergipe e em qualquer Estado do Brasil, não é novidade para ninguém que a aposentadoria ou pensão recebida por um cidadão aposentado é responsável por sustentar parentes e mais parentes. Um único salário mínimo, que em 2019 tem o valor de R$ 998, é o responsável, muita das vezes, por sustentar uma família inteira.

Diante de tamanha realidade, é de se notar o peso da previdência social para a economia de um Estado, para a sociedade. Em Sergipe, por exemplo, todo mês mais de 280 mil pessoas recebem aposentadorias e pensões via o Instituto Nacional do Seguro Social - INSS -, que, somados aos 34 mil aposentados e pensionistas do Estado, chega ao patamar de 314 mil cidadãos. É muita coisa.

“O maior investidor de Sergipe é a previdência social”, garante o gerente executivo do INSS em Sergipe, Raimundo Brito. “Sem a previdência hoje o comércio não gera de jeito nenhum. É tanto que o pessoal fica na expectativa de quando é que o segurado vai receber o décimo terceiro; qual o percentual ele vai utilizar para pagar dívida, para fazer compras”, afirma ele.

O real significado social e econômico da previdência na vida dos cidadãos e do Estado é o tema da Reportagem Especial do Portal JLPolítica desta semana, que vai ao ar neste domingo, 17, às 8h da noite.