Aparte
Guedes defende venda de estatais para equilibrar gastos com Covid-19
0be7b36870c4d31a

Paulo Guedes diz estar otimista com a recuperação da economia

Os gastos para combater a pandemia do novo coronavírus e ajudar a economia podem chegar a R$ 700 bilhões, segundo cálculo do ministro da Economia, Paulo Guedes. Em entrevista para um banco de investimentos, o ministro defendeu pagar o mais à vista possível o aumento da dívida pública causada pela crise, com venda de ativos e estatais.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirma estar otimista com a recuperação da economia e defendeu preservar os sinais vitais da produção sem precisar sair do isolamento neste momento. Na avaliação do ministro, um dos sinais de que a econômica segue viva é a manutenção das exportações para a China.

Guedes ainda criticou o projeto de ajuda financeira para estados e municípios aprovado na Câmara dos Deputados.

O projeto aprovado pela Câmara dos Deputados prevê o repasse de R$ 89 bilhões aos estados e municípios durante seis meses para repor a queda na arrecadação causada pela crise. O texto agora está no Senado.

Ainda durante a entrevista para um banco de investimentos, o ministro da Economia se mostrou otimista com a recuperação econômica após a pandemia, mas defendeu que ela ocorrerá com mais velocidade se for retomada, no segundo semestre, a votação das reformas no Congresso Nacional, como a administrativa e a tributária.

O mercado financeiro, por meio do boletim Focus divulgado pelo Banco Central, prevê uma queda no PIB brasileiro de 2,96%. Em meados de março, o mesmo boletim Focus previa um crescimento de aproximadamente 1,7% do PIB, que é a soma de todas as riquezas produzidas pelo país.

Fonte: Radioagência