Aparte
Francisco Gualberto considera “sucesso” noite de autógrafo de “Na Linha do Tempo”
Eba138805afa1b10

Francisco Gualberto: animado com o posto de poeta

“Rapaz, o resultado foi bacana. Foi um sucesso. Autografei diretamente 147 cópias lá. Algumas pessoas, por exemplo, como o governador Belivaldo Chagas, estiveram presentes, adquiriram os livros, tiramos fotos, mas a fila estava grande, foram embora e eu fiquei de autografar depois. Foram uns 10 a 12 assim”.

Este relato é do deputado estadual e poeta Francisco Gualberto, PT, a propósito do lançamento de “Na Linha do Tempo”, uma espécie antologia de poemas compilados dos quatro livros que ele lançou nos últimos 43 anos. O lançamento foi no Espaço Cultural da Alese na noite de quinta-feira, 13.

“Acho que para qualquer lançamento desse gênero literário em Sergipe, o número de presenças foi bom - a poesia tem um público mais restrito. Também foi consequência da divulgação que houve. As pessoas da imprensa ajudaram muito. Foram os rádios, os portais”, constata Gualberto.

Francisco Gualberto tem projeto de fazer um novo lançamento de “Na Linha do Tempo” na cidade em que nasceu, São Cristóvão. “Tirei 500 cópias desta coletânea, e lançamento eu só estou pensando para São Cristóvão. Agora, vou botar na livraria, vou ver se boto na Escariz, e em outros lugares que já saem vendendo. Lá em São Cristóvão tem uma orquestra sinfônica que é muito abnegada e tem o Rotary Clube. Vou fazer o lançamento e o arrecadado vou doar para essas duas instituições. Eles precisam. Eu não vivo da literatura, então eu vou ajudar”, diz o parlamentar.

Francisco Gualberto pensa até em passos inéditos nessas esfera. “O resultado me anima, e na verdade já tenho o material para um novo livro. No futuro, eu devo publicá-lo. Isso ocorrerá, provavelmente, no ano que vem ou no início de 2022. Deixa passar as eleições. Os poemas já estão prontos e selecionados. Serão 40 para dar um livro no mesmo tamanho deste”, diz.