Aparte
Padrão indica que César de Malhada lidera sucessão em Malhada dos Bois
799272f53b839669

Cesar de Malhada: lidera nas duas modalidades

Se as eleições para prefeito do município de Malhada dos Bois tivessem sido realizadas neste último dia 17 de agosto de 2019, o embate pelo poder não seria mais entre César de Malhada - o Augusto César Aguiar Dinízio -, PSC, e Sandra do Projeto -, a Alessandra Rocha Britto Aragão, do Solidariedade.

De acordo com uma sondagem feita pelo Instituto Padrão Pesquisa de Opinião Pública, essa disputa preserva a liderança de Cezar de Malhada, que é o atual prefeito e inclusive se elegeu em 2016 numa disputa direta com Sandra do Projeto, e traz à cena política o nome de Zé Irineu, que agora polariza e se faz a segunda força.

Mesmo assim, muito distante de Cesar. O prefeito teria, de acordo com o Padrão, 29,8% das intenções de votos dos malhadenses, contra 9,9% que preferem votar em Zé Irineu. Isso é numa sondagem espontânea, que é quando se pergunta em quem o entrevistado gostaria de votar, sem que lhe seja indicado um nome.

Aqui, o terceiro lugar fica dividido entre Sandra e um José, ambos com 2,3%. Fábio é lembrado por 1,5% da população e Dr Valter, o é por 0,8%. Nesta modalidade de questionário, 11,5% dos eleitores malhadenses disseram que não votariam em nenhum candidato, e 42% não souberam expressar um nome.

INTENÇÃO DE VOTO ESPONTÂNEO

 

Cesar

29,8

Zé de Irineu

9,9

José

2,3

Sandra

2,3

Fábio

1,5

Dr. Valter

0,8

Nenhum

11,5

Não Sabe

42,0

 
 
INTENÇÃO DE VOTO INDUZIDO
 

Quando o Instituto Padrão apresenta três nomes no questionário induzido, a liderança permanece com Cesar de Malhada, com pontuação maior ainda: ele tem 42% das intenções de votos e não mais os 29,8%.

Zé de Irineu mantém o segundo lugar, com 24,4%, e Sandra se preserva numa terceira posição, com 9,2%. Dos entrevistados pelo Padrão, 13,7% disseram que não sabem e outros 10,7% responderam que não votariam e nenhum dos três.

No terreno da rejeição, o desempenho do prefeito Cesar de Malhada, que deve ir à reeleição, é ruim: 25,2% dos entrevistados disseram que não votariam nele de jeito nenhum.

Em rejeição, ele só ganha para Sandra, e de ombro a ombro: ela é rejeitada por 26%. Zé de Irineu tem uma rejeição de 8,4%. Mas 20,6% não souberam se posicionar em relação a rejeição dos três e 19,6% disseram não saber.

Instituto Padrão Pesquisa de Opinião Pública assegura que esta pesquisa tem margem de erro máxima permitida de 4,32% dentro de um índice de 95% de confiabilidade. Foram entrevistados 426 moradores a partir de 16 anos, todos eles eleitores.