522eb5e945a1c35b
YoutubeFacebookTwitterInstagram
Politica & Economia
Author d2b9819a6448dffc
Saumíneo Nascimento

Saumíneo Nascimento é economista, bancário de carreira pelo BNB e diretor-Executivo do Grupo Tiradentes. 

A arrecadação de tributos estaduais em Sergipe
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
Af3cb0380b7bd820

Abordarei adiante alguns dados da arrecadação de tributos estaduais de Sergipe com base nas informações disponibilizadas pelo Conselho Nacional de Política Fazendaria – CONFAZ.

Analisando um horizonte de quatro anos, ou seja, o Governo anterior (2015-2018), o Estado de Sergipe arrecadou em tributos estaduais os seguintes valores: 2015 – R$ 3.125.881.381,00; 2016 – R$ 3.247.361.713,00; 2017 – 3.496.664.731,00; e 2018 – R$ 3.830.674.533,00.

Verifica-se que a arrecadação de tributos estaduais em Sergipe vem mantendo uma trajetória crescente. Teve um crescimento de 7,79% de 2014 para 2015; depois cresceu 3,89% de 2015 para 2016; cresceu 7,68% de 2016 para 2017 e de 2017 para 2018 apresentou o maior crescimento do período com um percentual de 9,55%.

Procurei verificar em cada ano qual foi o melhor mês de arrecadação de tributos estaduais e verifiquei que não existe uma tendência sazonal - em cada ano identifiquei um mês diferente como o melhor de arrecadação. Em 2015, o melhor mês foi dezembro (R$ 285.101.501,00);  em 2016, o melhor mês foi novembro (R$ 299.141.043,00); em 2017, o melhor mês foi janeiro (R$ 327.834.150,00);  e, em 2018, o melhor mês foi setembro (R$ 463.252.071,00).

A arrecadação de tributos estaduais sergipanos é muito dependente do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - ICMS. Ele representou os seguintes percentuais da arrecadação própria: no ano de 2015 (93,34%), 2016 (91,73%), 2017 (91,56%), 2018 (91,53%).

Então, uma ação orientativa de ampliação das atividades econômicas e um maior rigor na fiscalização poderão ampliar este cenário de crescimento da arrecadação própria do Estado de Sergipe.