YoutubeFacebookTwitterInstagram
Politica & Economia
Author d2b9819a6448dffc
Saumíneo Nascimento

Saumíneo Nascimento é economista, bancário de carreira pelo BNB e diretor-Executivo do Grupo Tiradentes. 

O peso da Previdência Social em Sergipe
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
Ff7ef39ca498bd64

No mês de março de 2019 foram concedidos em Sergipe 2.753 novos benefícios

Abordarei adiante alguns dados de Sergipe com base em informações coletadas no Boletim Estatístico da Previdência Social do mês de março/2019, uma publicação mensal da Secretaria de Previdência - SPREV - que é vinculada ao Ministério da Economia, sob responsabilidade da Subsecretaria do Regime Geral de Previdência Social e elaborado pela Coordenação-Geral de Estatística, Demografia e Atuária. Os dados estão disponíveis na internet no endereço: www.previdencia.gov.br.

Cabe destacar que, conforme informações da Secretaria de Previdência, são contribuintes da Previdência Social a empresa e a entidade a ela equiparada, o empregador doméstico e o trabalhador.

São segurados obrigatórios as seguintes pessoas físicas: empregado, empregado doméstico, contribuinte individual, trabalhador avulso e segurado especial. Existem, ainda, os que se filiam à Previdência Social por vontade própria. Os segurados facultativos. A cada tipo de contribuinte é definida uma forma específica de contribuição.

Já os benefícios consistem em prestações pecuniárias pagas pela Previdência Social aos segurados ou aos seus dependentes, de forma a atender a cobertura dos eventos de doença, acidentes do trabalho, invalidez, morte ou idade avançada, bem como tempo de contribuição e o trabalho sujeito a condições especiais; a proteção à maternidade; salário-família e auxílio-reclusão; e as prestações assistenciais pagas às pessoas idosas ou portadoras de deficiência. Benefícios de prestação continuada são caracterizados por pagamentos mensais contínuos, até que alguma causa (a morte, por exemplo) provoque sua cessação.

No mês de março de 2019 foram concedidos em Sergipe 2.753 novos benefícios que corresponderam a R$ 3.754.449,00. Destes novos beneficiários, 1.994 foram da área urbana e 759 da área rural.

Os novos beneficiários rurais correspondem a 27,57% e receberam 20,10% do valor dos novos benefícios. O tempo médio de concessão de benefícios em Sergipe ficou em 91 dias. No Nordeste, somente o Piauí (100 dias) e Maranhão (103 dias) possuem tempo médio maior que Sergipe.

Se entraram em março 2019 2.753 novos benefícios em Sergipe, por outro lado foram cessados 3.534 benefícios, cujo valor corresponde a R$ 4.256.506,00, destes foram suspensos 367 benefícios.

Em março de 2019 foram indeferidos 2.906 novos pedidos de benefícios em Sergipe e estão em análise 8.933 novos pedidos.

No mês de março em 2019 em Sergipe foram concedidos benefícios a 294.619 pessoas que receberam R$ 370.148.952,00, gerando um significativo impacto de renda para a sobrevivência da população local.

O valor médio dos benefícios emitidos em Sergipe foi de R$ 881,21 no meio rural e R$ 1.355,68 na área urbana. A Previdência Social em Sergipe possui um forte impacto em nossa economia e acompanhar seus resultados ajudar a entender uma parte do consumo das famílias de nosso Estado.