Politica & Mulher
“Mulheres na roda de samba” reúne música e empoderamento
81906b59ad4178bc

Samba de Moça Só coordena o evento em Aracaju

No próximo sábado, dia 9, acontece o “2º Mulheres na Roda de Samba”, um evento que ocorre simultaneamente em diversas capitais, inclusive em Aracaju, mostrando cada vez mais o espaço feminino de afirmação e resistência na arte de qualidade produzida em Sergipe.

Nesta edição, Leci Brandão é a sambista homenageada pelo evento em 25 cidades brasileiras e em três locais no exterior. Por isso, este encontro será uma celebração às mulheres sambistas com uma Roda de Samba inédita.

Em Aracaju, há um grupo forte e coeso de mulheres que se reuniram para viabilizar o evento, sob a curadoria do Samba de Moça Só. Pétala Tâmisa Batista Reis Lima, uma das integrantes do grupo, falou com a Coluna Política & Mulher sobre o evento, cujo objetivo é divulgar a diversidade de talentos musicais femininos, mas não só.

“Reuniões assim fortalecem o argumento de liberdade e igualdade na sociedade. Geram apoio, troca de informações, outros encontros e projetos, além de mais idéias artísticas, oportunidades de trabalho e parcerias”, afirma Pétala.

Para ela, essa união gera o aprimoramento do discurso a partir da pluralidade de opiniões e, portanto, desenvolve melhor o resultado pretendido. “Por fim, esses encontros inspiram e promovem ações positivas para um mundo melhor”, ressalta.

O evento, que conta com a parceria da Fundação Cultural Cidade de Aracaju - Funcaju -, reunirá não só as sambistas, mas todas as mulheres que fazem música na cidade e é gratuito. A roda de samba está prevista para começar às 14h. na praça General Valadão, com o ensaio aberto do Grupo Batalá, às 16h, ocorre a abertura oficial e, às 17h, inicia a transmissão ao vivo pelo Facebook.

A transmissão contemplará todas as cidades participantes que irão se apresentar simultaneamente. No intervalo da roda, haverá a performance das Mulheres do Erukerê com o Projeto Itãns das Grandes Mães. O ditado “sambando na cara da sociedade” nunca fez tanto sentido!