YoutubeFacebookTwitterInstagram
Aparte
Author bc92de88786c313d
Jozailto Lima

É jornalista há 36 anos, tem formação pela Unit e é fundador do Portal JLPolítica. É poeta.

SSP e Delegacia de Itabaiana firmam empenho pra desvendar assassinato de secretário
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
282fc07e8255ab99

Rauan Santana: caso de um assassinato complexo

“Nós vamos chegar lá”. Esta garantia é dada pelo secretário de Estado da Segurança Pública de Sergipe, João Eloy de Menezes, numa referência ao desvendamento do assassinato do secretário de Assuntos Institucionais e de Defesa Social do município de Itabaiana, Rauan Stefani Santos Santana, ocorrido na manhã da quinta-feira, dia 6 de junho.

Esse compromisso de João Eloy de Menezes encontra ecos também no titular da Divisão de Homicídios de Itabaiana, delegado Tarcísio Tenório, que neste mês de junho é, ainda, cumulativamente, delegado regional de cidade, com as férias do titular Hilton Duarte.

Mas João Eloy e Tarcísio Tenório se guardam em muitas cautelas sobre as linhas de investigação do assassinato de Rauan Santana. “Só lhe digo que nós estamos mexendo com gente perigosa e organizadíssima e que não podemos dar detalhes da investigação. Mas também lhe garanto que estou acompanhando de perto”, diz João Eloy.

“As investigações estão sendo tocadas e as diligências todas sendo realizadas. A gente não tem nenhuma novidade divulgável, até por uma questão de segurança. Mas polícia está fazendo todas as diligências. Estamos todos empenhados, inclusive na pessoa do secretário João Eloy. Ele está prestando todo o apoio e acompanhando passo a passo os trabalhos. É algo complexo, pela própria dinâmica do crime”, pondera Tenório.

A Coluna Aparte apurou, no entanto, que nas investigações para se chegar aos motivos do assassinato de Rauan Santana a questão mais delineada é a da atividade dele na área do direito criminal. Rauan não era advogado habilitado. Ele exercia a advocacia informalmente. Fora aprovado no exame da OAB, mas restavam algumas matérias para concluir o curso de Direito.

Desde a quinta-feira da morte dele, várias vertentes para os motivos se insurgiram, e a polícia investiga todas as linhas. Entre elas, estaria, com maior destaque, a de que ele defendia gente na esfera criminal e teria descumprido alguns tratos - os boatos nessa direção são, inclusive, respaldados pela própria família dele. Os familiares acreditam que tudo passe por aí

A polícia checa isso, mas sem prejuízo de outras diligências. Pelo vídeo que reproduz a cena do crime, cujas imagens foram captadas pelas câmeras do restaurante em que Rauan foi assassinado, percebe-se que o atirador tem experiência farta nesse negócio de eliminar gente. Com a mão direita, ele descarrega na vítima toda a carga de uma arma e depois saca outra, em ato contínuo, com a mão esquerda e continua a atirar com exata precisão.

“O atirador tem expertise. Não sei informar se é um pistoleiro. A polícia está fazendo diligências para tentar identificar o autor. Ou os autores”, diz o delegado Tenório. Ele, assim como o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, admitem não haver nenhuma linha de suspeita ou de investigação que passe pelo exercício do cargo de secretário municipal que Rauan Santana exercia.