Politica & Negócios
Fórum reúne mais de 200 representantes de empresas de serviços do NE
Cb10013558edc2f5

Abertura do Fórum Regional das Empresas de Asseio e Conservação

Atividade que emprega mais de 14 milhões de pessoas no Brasil, o setor de serviços foi alvo de importantes debates e discussões estruturadas no Fórum Regional das Empresas de Asseio e Conservação da Região Nordeste - Foreac/NE -, realizado no Hotel Sesc Atalaia, em Aracaju, nesta quinta-feira, 10.

O fórum contou com a participação de mais de 200 representantes de empresas do setor no Nordeste, empresários sergipanos, autoridades locais e regionais e a presença do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, deputados estaduais e vereadores.

Os participantes do Foreac acompanharam palestra do deputado federal, ex-presidente da Febrac e atual presidente da Fecomércio-SE, Laércio Oliveira, que falou sobre a conjuntura política do Brasil e as medidas que para alavancar o setor de serviços.

Também houve palestre de Jorge Segeti, empresário paulista e vice-presidente do Sindicato das Empresas de Contabilidade de São Paulo - Sescon-SP -, que explicou como a reforma tributária influenciará nas empresas do setor de serviços.

O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, valorizou a importância do Foreac como um evento que fortalece as empresas do setor de serviços, reconhecendo que no Estado as atividades relacionadas são importantes para a economia.

"Nós estamos recebendo em Sergipe, hoje, um evento extremamente importante que trata de empresas de asseio e conservação do Nordeste como um todo. Essas empresas, elas empregam em Sergipe mais de 20 mil trabalhadores. Portanto, são empresários, líderes empresariais e presidentes de sindicatos que escolheram Sergipe, Aracaju especificamente, para sediar esse evento", pontua Belivaldo Chagas.

Já o deputado Laércio Oliveira reforçou a importância da articulação política para fortalcer o segmento e destacou a reinstalando da Frente Parlamentar do Setor de Serviços no Congresso Nacional. "Nós não queremos aumento de impostos, pois serviços é o setor que mais emprega no Brasil.  Formaremos um conselho da Frente de Serviços, para poder defender as empresas e fortalecer os negócios. Somos um dos maiores geradores de empregos do país. Devemos ser reconhecidos, não punidos", ressalta Laércio Oliveira.