Politica & Negócios
Sergipe encerra abril com 4.833 empregos a menos
7e94f97d45c6afba

Desempenho é a maior queda para o mês de abril e a segunda maior queda geral

Dados do Cadastro Geral de Empregado e Desempregados - Caged -,  do Ministério da Economia, revelam que Sergipe encerrou o mês de abril com 4.833 empregos a menos. O desempenho é a maior queda para o mês de abril e a segunda maior queda geral - contando todos os meses - desde série histórica iniciada em 1996 ,

No acumulado do ano (com ajuste), foram perdidos 9.486 postos de trabalho. As informações foram analisadas e divulgadas pelo Observatório de Sergipe/ Superplan. Para o analistas, a situação já é um claro reflexo da epidemia do Covid-19 na economia do Estado.

O resultado foi impulsionado, sobretudo, por serviços’ (-2.021 vagas) e comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas (-1.213). No setor de serviços, vale destacar as perdas decorrentes, principalmente, das atividades informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas’ (-690) e alojamento e alimentação’ (-577). 

Municípios que mais perderam emprego em abril: Aracaju (-2.772), Nossa Senhora do Socorro (-475), Itabaiana (-312), Simão Dias (-182) e Lagarto (-170).

Municípios que mais geraram emprego: Campo do Brito (+27), Japoatã (+26), Rosário do Catete (+18), Cristinápolis (+6) e Ribeirópolis (+5).