Politica & Negócios
Luciana Déda: “Detran/SE arrecadou R$ 172 milhões em 2018”
Add78b3575abe387

Luciana Déda: potencializar estratégias dentro de uma gerência de eficiência

Em 2018, o Governo de Sergipe arrecadou, através do Detran/SE, R$ 172,5 milhões. De acordo com a diretora-presidente do órgão, Luciana Déda, 40% dos recursos foram destinados para o Fundo Estadual de Segurança Pública - Funesp -, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros de Sergipe.

Outros R$ 107 milhões foram para a conta única do Governo do Estado. Já as receitas provenientes das multas de trânsito somaram algo em torno de R$ 5,7 milhões, dos quais R$ 4,6 milhões foram investidos com policiamento e fiscalização.

Essas e outras informações sobre o trabalho e o funcionamento do Detran/SE foram divulgadas em entrevista com diretora-presidente do órgão, Luciana Déda, veiculada no Blog do Max, nesta quinta-feira, 7. A Coluna Política & Negócios reproduz trechos da entrevista e sugere a leitura completa no Blog.

Quais os desafios de estar à frente do Detran/SE, principalmente num momento em que a situação político-econômica do país e dos Estados está bem delicada? 
Luciana Déda - O momento é de esforços para que o Governo de Sergipe, assim como em outros Estados, possa desenvolver trabalhos em prol da população, diante das dificuldades financeiras. O Detran/SE vem buscando junto à Secretaria da Fazenda potencializar estratégias para dar continuidade aos trabalhos e, dentro de uma gerência de eficiência, mostrar que é possível driblar os obstáculos e seguir em frente.

Quanto o Detran/SE arrecada e como o dinheiro é aplicado em políticas de trânsito? 
LD - No Exercício 2018, o Governo de Sergipe, através do Departamento Estadual de Trânsito - Detran/SE -, arrecadou cerca de R$ 172,5 milhões. Desse montante, 40% foram destinados para rateio ao Fundo Estadual de Segurança Pública - Funesp -, em torno de R$ 28.8 milhões, sendo igual valor repassado à Policia Militar de Sergipe, e o Corpo de Bombeiros de Sergipe, em R$ 6,4 milhões. Para o Detran/SE, foram destinados aproximadamente R$ 107 milhões que, conforme a Lei Complementar 192/2010, foram repassados quase em sua totalidade para a Conta Única do Estado. Já as receitas provenientes das multas de trânsito em consonância ao Código de Trânsito Brasileiro – CTB -, os valores somaram em torno de R$ 5,7 milhões. Desses, R$ 4,6 milhões investidos com policiamento e fiscalização e R$ 64,7 mil com gestão da educação para o trânsito. Todos esses descritivos de receitas e despesas do órgão já estão publicados no Portal da Transparência, no site da autarquia.

Quais os projetos do Detran/SE para os próximos anos? 
LD - O Detran/SE, pautado na melhoria de políticas de atendimento ao cidadão, vem verificando ferramentas que podem ser utilizadas em diversos setores da autarquia. Existe uma série de projetos em andamento e outros em execução para este ano, que contemplam os setores que envolvem a formação de condutores de veículos, uso de novas tecnologias aos usuários do órgão de trânsito, entre outros. Um exemplo é a implantação do sistema de vídeo monitoramento do Detran/SE das aulas teóricas e práticas realizadas nas autoescolas ou Centros de Formação de Condutores – CFC - em todo o Estado. Também dentro dessa lista estão à disposição do CRLV-e e CNH-e, já implantados, que viabiliza de forma virtual o CRLV e CNH, exigidos como porte obrigatório pelo Código de Trânsito Brasileiro - CTB.

Além do uso de cartões de crédito para pagamento dos débitos e licenciamento anual dos cidadãos, pleito antigo da população. A própria sistematização das placas do Mercosul, mediante orientação do Denatran, e também a implantação do Portal da Transparência, dispondo dados sobre as atividades realizadas pelo Detran/SE.

Clique aqui e confira a entrevista completa.