YoutubeFacebookTwitterInstagram
Politica & Negócios
Author f2775e4c231e1ff7
Maria Tereza Andrade

Maria Tereza Andrade é jornalista, graduada pela Unit em 1995, com experiência em veículos de comunicação em Sergipe e no Brasil. 

Governo de Sergipe e entidades discutem flexibilização gradativa da quarentena e retomada da economia
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
81842188c47bc38e

Flexibilização a partir do dia 15, mas seguindo critérios científicos e com ampliação de leitos de UTI

O governador Belivaldo Chagas, acompanhado da vice-governadora Eliane Aquino, se reuniu, na tarde dessa quinta-feira, 4, no Palácio dos Despachos com o Comitê Gestor de Retomada Econômica - Cogere -, para discutir propostas e medidas para o desenvolvimento e a recuperação da economia sergipana após a pandemia causada pelo novo coronavírus.

O grupo, presidido pelo chefe do Executivo, tem por competência avaliar o cenário, monitorar as ações e deliberar estratégias, propostas e medidas para o desenvolvimento e a recuperação da economia. 

“Nós passamos a semana toda fechando uma proposta de retomada da economia para apresentar, principalmente, ao setor produtivo. A ideia é ouvir as sugestões para que na segunda-feira, 8, a gente possa comunicar à sociedade o que estaremos flexibilizando dentro da proposta que foi discutida”, disse o governador. 

De acordo o governador, o início desse estudo é amparado por critérios técnicos e científicos e pela ampliação dos novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva - UTI - na rede hospitalar. 

"Que fique bem claro, o plano prevê que a gente, realmente, flexibilize a partir do dia 15, mas é possível que algo aconteça a partir da próxima segunda-feira, só vou confirmar isso na segunda, 8. E também devo dizer que, se houver uma complicação até o dia 15, ele pode também não ter o seu início no dia 15.Tudo depende não apenas do crescimento da curva de contaminação, mas principalmente com relação à ocupação de leitos de UTI e também de leitos clínicos", enfatizou Belivaldo.

O Comitê Gestor de Retomada Econômica é composto pelo secretário de Estado Geral de Governo, José Carlos Felizola; secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa; secretário de Estado da Fazenda, Antônio Queiroz; representante da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Marcelo Menezes; procurador Geral do Estado, Vinícius Oliveira; e pelo superintendente especial de Planejamento do Governo de Sergipe e especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, Marcel Resende. 

Ba11cdef13d28334Belivaldo Chagas: "Tudo depende não apenas do crescimento da curva de contaminação, mas principalmente com relação à ocupação de leitos de UTI e também de leitos clínicos"

O Comitê conta, também, com o representante indicado pelo Fórum Empresarial de Sergipe, Joaquim Ferreira; representante indicado pelo LIDE - Grupo de Líderes Empresariais de Sergipe, Victor Rollemberg; representante da Fames - Federação dos Municípios do Estado de Sergipe e prefeito de Ilhas das Flores, Christiano Cavalcante, e representante da Federação dos Empregados no Comércio e Serviços do Estado de Sergipe - Fecomse -, Romildo Almeida. 

“Neste plano, nós fizemos algumas observações. É uma coisa que a gente está tentando, a retomada da economia, nós entendemos a grita do setor patronal, mas temos a preocupação com a vida, que para gente é muito mais importante que qualquer rendimento financeiro. Então houve uma discussão, houve uma apresentação de um plano, o governador apresentou-se sensível, inclusive, para propostas e, em cima dessas propostas, nós estamos tentando buscar alguma coisa que traga segurança, tranquilidade para a classe trabalhadora e, principalmente, a preservação da vida que é a coisa mais importante que temos. Isolando essa questão da economia, que nós entendemos ser importante, mas morto não tem emprego e desempregado arruma outro”, argumentou o representante da Fecomse, Romildo Almeida.

O representante do Fórum Empresarial de Sergipe, Joaquim Ferreira, mostrou-se satisfeito com o planejamento apresentado pelo governo. “O plano retrata a expectativa que nós tínhamos, congrega várias sugestões que haviam sido dadas pelas entidades. O governador foi muito sensível nesse aspecto e acatou várias das nossas preposições, obviamente que tem um ponto ou outro que merece ser aprofundado, mas como o governador mesmo se pronunciou até a próxima segunda-feira ele está aberto a receber novas sugestões”, colocou.

Além dos membros do Comitê, participaram da reunião o presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado Luciano Bispo, o deputado estadual Zezinho Sobral e o superintendente da Secretaria Geral de Governo, Ademário Alves.

Fonte e fotos: ASN