YoutubeFacebookTwitterInstagram
Propaganda & Negócios
Author 404a62ad2eacd74d
Lúcio Flávio Rocha

Lúcio Flávio Rocha é graduado em Propaganda e Publicidade pela Unit e atua na área há quase 20 anos. Assina esta mesma coluna também no Cinform.

Ação protocolada
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
4186cb88df8f34b7

Flávio, Adriana, Fernando, Luis, Danilo, Jonatas, José, Davi, Marcelo, Dayanne, Gilmar, Cledson, Hedeílton, Domingos, Antônio, Lúcio, Gleide, Eduardo, Rosemaria, Dilermando, Ygor, Zaira, Ronald, Rudiney, Flávio, Zanira, Givanildo, Paulo, Júlia, Waldyr, Alexandra, Nelma, José, Aline. Estes são os nomes dos mais de 30 cidadãos que, em nome de diversas outras pessoas, representaram os Aracajuanos na ação popular contra a Prefeitura Municipal, contestando a violação de seus direitos.

O grupo acionou a justiça, através de uma iniciativa organizada pelo Instituto Brasil200, que fora protocolada ao final da tarde da última sexta-feira. Através destas pessoas, estavam ali representados: empresário, profissional liberal, autônomo, advogado, contador, líderes de diversas entidades empresariais, prestador de serviço, médico, bio-médico, professor universitário, consultor de empresas, industriário, construtor, lojista de shopping, lojista de Centro, dono de restaurante, agente de turismo, pastor, aposentado e até delegado.

Ou seja: uma amostragem completa da nossa sociedade civil através de cidadãos, homens e mulheres que exigem o fim do sequestro de nossa liberdade mais cara: o direito de lutar pela sobrevivência.

Diferente do que propõe o governador e o prefeito da capital, a ação pede a imediata retomada da economia, sob alegação de que os decretos são inconstitucionais. Pede ainda a devida reparação de todos os prejuízos causados ao município por conta de todos estes exageros nas restrições impostas à população.

O advogado do grupo e principal autor da ação, José Paulo Leão, alerta: há indícios fortes de que estes decretos promoveram uma grave violação aos direitos humanos de Aracajuanos ao impedir cidadãos de terem o direito de trabalhar para susbsistência e pela sobrevivência da sua família. Por causa disto, uma cópia da ação está sendo encaminhada à Ministra Damares Alves, da pasta do Direitos Humanos do Governo Federal.

Segundo Dilermando Júnior, empresário, líder do Brasil200 Sergipe e co-autor da ação, a atitude do prefeito deixou muito a desejar com relação a gestão dos recursos com a Covid-19. “Não fez os investimentos devidos e necessários para proteger a população aracajuana. O que é pior: suas atitudes exageradas com o "Fique em Casa" desempregaram milhares de cidadãos e fecharam as portas de centenas de empresas”, afirmou Dilermando.

Nesta quinta-feira, 25, será promovido um debate no programa matinal da FanFM sobre este tema.

NOVA ÂNCORA

E por falar em Fan, a jornalista Sayonara Hygia chega na emissora para reforçar o time da comunicação. Em seus 22 anos de carreira, ela já passou pelos canais de TV mais importantes de nosso Estado e faz agora a sua estreia no rádio.

A partir desta sexta-feira, 19, às 16h, assume a apresentação ao lado de Fabiano Oliveira, trazendo as notícias, informações e todas as novidades da semana em Sergipe e no mundo, no programa Ponto Final.  Nossos votos de sucesso!

SEM LIMITES

Operações integradas de fiscalização do comércio, na capital, estão sendo desenvolvidas continuamente pela Prefeitura de Aracaju em diversos bairros para pressionar quanto ao cumprimento das medidas previstas nos autoritários decretos estaduais e municipais. Ao invés de focarem na conscientização da população, eles buscam perseguir os comerciantes e trabalhadores.

Segundo a própria Prefeitura, desde o dia 2 de maio, 1.042 estabelecimentos foram fiscalizados pelas equipes da Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec). Desses, pasmem, eles tiveram coragem de interditar 194, além de notificar 229. No Centro, foram executadas sete ações, sendo que três delas eles tiveram a audácia de usar até mesmo a Polícia Militar de Sergipe.

DIA DO MÍDIA

Este ano, o Dia do Mídia foi pra lá de atípico: Em meio da pandemia, com as restrições em vigor, os abraços e mimos não foram possíveis, especialmente pelo dia em que caiu a data neste ano: Domingo! A PubliMídia, que está com atividades temporariamente suspensas, era quase uma promoter oficial destes encontros, juntamente com outros exibidores.

Já teve feijoada, churrasco, jantar mexicano, fim de semana em hotel dentre outras aventuras. Nossa Coluna Propaganda & Negócios deseja a todos um excelente dia e, mais que isto, muito reconhecimento por parte do mercado. Vocês merecem!

DIA DO CINEMA

E por falar em PubliMídia, outra data passou tímida este ano por conta da pandemia. O Dia do Cinema Nacional passou praticamente desapercebido pela empresa que comercializa mídia em todas as telas de cinema do estado. Quantos ingressos e cortesias eram sorteados e distribuídos nesta época e até na época do Oscar? Saudade que chama, né meu filho?

20 ANOS BANESECARD I

Responsável por impulsionar a economia sergipana e promover a inclusão financeira das classes C, D e E, a SEAC - Sergipe Administradora de Cartões e Serviços - completou 20 anos de atuação no mercado de cartões de crédito e de débito e outros meios de pagamento.

Presente também nos Estados de Alagoas e Paraíba e expandindo a sua atuação no Ceará, Rio Grande do Norte e Bahia, a empresa integra o grupo Banese e é referência no Nordeste.

20 ANOS BANESECARD II

Nestes 20 anos de existência, a administradora opera em três segmentos de negócios: emissor de instrumento de pagamento pós-pago, através do produto cartão de crédito Banese Card, emissor de moeda eletrônica, através de seus produtos pré-pagos, e credenciador, atividade que contempla os serviços da rede de adquirência TKS, tais como o credenciamento de estabelecimentos comerciais e a captura, transmissão, processamento e liquidação financeira das transações realizadas.

Os principais produtos e serviços oferecidos ao mercado são: o cartão de crédito Banese Card, o cartão Banese Alimentação/Refeição, e a rede de adquirência TKS, entre outros. Parabéns!

ACADEMIAS EM REINVENÇÃO

Clientes frequentes de academias estão se acostumando a uma nova forma de treino: através de lives com personais. O que mais surpreende é que a adaptação destas pessoas a este novo modelo de treino foi muito rápida.

Muitos afirmam que estão em dúvida se retornarão aos treinos convencionais em academias após o fim do isolamento, devido aos bons resultados obtidos nestes tempos. De fato as academias precisarão se reinventar em um mundo com um novo normal.

A9ceb3bcb209d942

BRANDING I

Nestes tempos de pandemia, chamou atenção as empresas de diversos segmentos que decidiram reformular seus logotipos. Mercado Livre adotou o slogan "Juntos. De mãos dadas, ou não". Volkswagen distanciou ainda mais as letras “V” e “W” do logotipo.

Audi separou as tradicionais argolas para incentivar que as pessoas fiquem em casa e evitem o contágio. McDonald's Brasil separou seus icônicos arcos dourados para incentivar o distanciamento social durante a pandemia de coronavírus.

O objetivo é explicar que, apesar da separação temporária entre seus clientes e a empresa causada pelo fechamento de alguns de seus restaurantes, eles "sempre podem estar juntos".

E6f7536db63cd922

BRANDING II

Jure Tovrljan, diretor criativo da Eslovênia, reformulou os logotipos de algumas das marcas mais famosas do mundo em meio à pandemia de Covid-19. As recriações de Tovrljan mostram os círculos da Mastercard e os anéis das Olimpíadas separados, a sereia do Starbucks usando máscaras faciais para se proteger do vírus e o nome LinkedIn como "LinkedOut". Contribuição da minha amiga publicitária, Nathalie Fontes. Fera demais!

PARA REFLETIR

“Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.”
Provérbios 16:3