RECONCILIAÇÃO

Governador aceita indicação de Robson Viana para Fundação

Depois de andarem em lados opostos nas eleições municipais do ano passado, a dupla voltou a se reaproximar

Por NE Notícias
04 maio 2017, 08h06

Política é mesmo, e cada vez mais, como as nuvens, como dizia um velho político mineiro, Magalhães Pinto: ¨Política é como nuvem. Você olha e ela esta de um jeito. Olha de novo e ela já mudou¨. Pois bem.

Na noite de 30 de outubro de 2016, depois da vitória de Edvaldo Nogueira (PCdoB) para a Prefeitura de Aracaju, o governador Jackson Barreto (PMDB) foi duro em seu desabafo ao dizer que não perdoava o deputado estadual Robson Viana: ¨Eu não tenho ódio, mas não vou perdoar Robson Viana que eu tinha como um homem leal mas é oportunista”.

O tempo passou e nem precisou voar tanto para que os dois se reaproximassem. Com o perdão, um cargo, embora sem poder algum.

Robson indicou Ari Leite para a Fundação Parreiras Horta, onde quem manda e desmanda é o secretário de Saúde, Almeida Lima.