INCLUSÃO

Governador leva Projeto Dom Távora a Poço Verde

São R$ 263.796 investidos num plano relativo a galinhas, ovinos e caprinos no assentamento Santa Maria das Lages

Por Agência Sergipe de Notícias
20 abr 2017, 09h43

O assentamento Santa Maria das Lages, localizado na zona rural do município de Poço Verde, foi contemplado nesta quarta-feira, 19, com o projeto Dom Távora. O governador Jackson Barreto esteve na localidade para assinar o contrato que formaliza a participação de 26 famílias da comunidade. São R$ 263.796 investidos num plano de investimento relativo a galinhas, ovinos e caprinos.

O Dom Távora é executado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca (Seagri) e com o apoio técnico da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro). O projeto, que conta com o financiamento do Fundo Internacional do Desenvolvimento Agrícola (Fida), tem como objetivo o fomento de atividades que permitam a inclusão pelo trabalho e pela renda de maneira sustentável.

De acordo com o governador, o Dom Távora proporcionará ao assentamento a implantação de sistema de hortaliças e de palma forrageira, aquisição de máquinas e equipamentos, construção de aviários, apriscos e cisterna, reforma de prédio e do sistema hídrico e produtivo, além de capacitação e treinamento.

“É um investimento colocado na comunidade para atender a 26 famílias. Isso significa renda e melhorar a qualidade de vida. Estou muito feliz, pois estou tratando do cuidado com as pessoas, algo que gosto muito, e cuidar de forma direta. É dessa forma que se governa para todos. E considero o dia de hoje extremamente feliz. Viemos aqui trazer um benefício que não é a construção de um prédio, não se trata de cimento, pedra, madeira, e sim uma obra feita com a consciência e com o coração. Queria aproveitar para dizer que as mulheres do assentamento terão, daqui para frente, uma ocupação para gerar renda, trabalho e um salário para ter condições de melhorar suas vidas e as de suas famílias”, destacou Jackson.

A presidente da Associação de Produtores do Projeto de Assentamento Santa Maria das Lages, Gilene de Santana, agradeceu ao apoio do governo, de Jackson Barreto e do secretário Esmeraldo Leal pelo empenho em levar o Dom Távora. “Sinto-me emocionada nesse momento. Agradeço a todos em nome dos assentados. Gostaria de dizer que as mulheres de nosso assentamento têm coragem e só estavam esperando uma oportunidade como essa para botar a mão na massa. Obrigada, governador, pois era algo que estávamos precisando para gerar renda e desenvolver nossa comunidade. Não serão apenas 26 famílias beneficiadas, e sim toda a comunidade, ou seja 47”, afirmou.

O governador Jackson Barreto, após ouvir o depoimento de Gilene, aproveitou para fazer um comentário. “Achei um belo discurso de uma mulher competente e empreendedora, e que, acima de tudo, sabe seu papel na comunidade enquanto mulher e líder comunitária, que sabe muito bem o que deseja para o seu povo”, destacou.

Para o secretário de Estado de Agricultura, Esmeraldo Leal, a formalização do projeto Dom Távora no assentamento Santa Maria das Lages, é um momento de comemoração. “Agradeço muito pela oportunidade que o governador Jackson Barreto nos dá. Quero dizer da nossa alegria. O projeto Dom Távora é extremamente interessante e tem ajudado a mudar a vida de muitas comunidades. E Jackson disse em Carira [ocasião em que, em dezembro de 2016, o governador autorizou a implantação do projeto no município] algo que marca o Dom Távora: este não é só uma iniciativa para construir prédio e edificações e enxergar placas. Como o senhor diz, as placas ficarão gravadas no coração das pessoas. Mais uma placa é gravada aqui”.

Outro benefício do Dom Távora para as comunidades contempladas é, segundo Esmeraldo Leal, proporcionar que a comunidade se articule em conjunto, mobilizando-se por um objetivo em comum. “De modo que o Dom Távora está abrindo a oportunidade para que muitas comunidades e conselhos se reúnam, oportunizando, consequentemente, uma dinâmica nova para os municípios”, complementou.

DOM TÁVORA

Na área da Agricultura, o Governo iniciou o ano com o anúncio de mais R$ 5 milhões a serem investidos em planos produtivos patrocinados pelo projeto Dom Távora. O recurso soma-se aos cerca de R$ 5 milhões viabilizados em 2016, um total de aproximadamente R$10 milhões investidos em comunidades do Baixo São Francisco e Semiárido que beneficia aproximadamente 5 mil pessoas.

O projeto segue o modelo focado na vontade e na aptidão das comunidades, o que é o grande diferencial do Dom Távora. Nesta nova fase, já foram e serão contempladas comunidades nos municípios de Tobias Barreto, Pinhão, Carira, Pacatuba, Brejo Grande, Graccho Cardoso e Poço Verde. Já na primeira fase do projeto, receberam incentivos para a produção, com a assinatura de Planos de Investimento Produtivo, oito municípios: Pacatuba, Ilha das Flores, Santana de São Francisco, Neópolis, Graccho Cardoso, Carira, Simão Dias e Poço Verde. Os recursos aplicados já permitiram a realização de uma diversidade de atividades produtivas, entre elas: bovinocultura, ovinocaprinocultura, piscicultura, cultivo de arroz orgânico, apicultura, fábrica de ração alternativa e atividades de agroecologia com produção de sementes e cultivo de hortaliças.